Acompanhe:

IPO do Banco BMG pode movimentar mais de R$2 bilhões

Faixa indicativa de preço para o IPO foi definida entre R$ 11,60 e R$ 13,40 por ação; preço será definido em 24 de outubro

Ações: operação está sendo coordenada por XP Investimentos, Itaú BBA, Credit Suisse, Brasil Plural e BB Investimento (Bruno Rocha/Fotoarena)

Ações: operação está sendo coordenada por XP Investimentos, Itaú BBA, Credit Suisse, Brasil Plural e BB Investimento (Bruno Rocha/Fotoarena)

R
Reuters

4 de outubro de 2019, 17h20

São Paulo — O Banco BMG anunciou nesta sexta-feira que venderá até 161,9 milhões de papéis preferenciais em sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) com distribuição primária e secundária, em operação que pode movimentar mais de 2 bilhões de reais, de acordo com prospecto preliminar.

A faixa indicativa de preço para o IPO foi definida entre 11,60 e 13,40 reais por ação. O cronograma da oferta prevê a definição do preço em 24 de outubro. A estreia dos papéis no pregão está prevista para acontecer no dia 28.

A oferta base envolve uma tranche primária de 103.448.277 ações e uma secundária de 16.491.755 ações. A oferta total pode ser acrescida de um lote equivalente a 20% da oferta base (ações adicionais) e outro lote suplementar de 15% da oferta base para serviços de estabilização de preço das ações.

A operação está sendo coordenada por XP Investimentos, Itaú BBA, Credit Suisse, Brasil Plural e BB Investimentos.