Acompanhe:

Índice de risco da Espanha cai para menor nível em quase 1 mês

Madri - A recuperação da confiança dos investimentores na Espanha levou o índice de risco do país, medido pelo diferencial entre os bônus espanhóis a 10 anos e os bônus da Alemanha, despencou hoje para 185,4 pontos básicos, o menor nível em quase um mês. Essa queda se deveu à forte queda da rentabilidade da […]

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

D
Da Redação

Publicado em 16 de julho de 2010 às, 16h45.

Madri - A recuperação da confiança dos investimentores na Espanha levou o índice de risco do país, medido pelo diferencial entre os bônus espanhóis a 10 anos e os bônus da Alemanha, despencou hoje para 185,4 pontos básicos, o menor nível em quase um mês.

Essa queda se deveu à forte queda da rentabilidade da dívida espanhola, que caiu para 4,445%, contra 4,618% do dia anterior.

A baixa do diferencial, que chegou a se situar no mínimo de 176,5 pontos em alguns momentos do pregão, se viu influenciada pela evolução da baixa que também registrou a rentabilidade da dívida alemã, que caiu para 2,591%, contra 2,651% de ontem.

"A baixa é espetacular e se deve à recuperação da confiança na Espanha, não só pela boa ajuda que teve na quinta-feira a emissão do Tesouro, mas também pelos rumores dos bons resultados que terão os teste de resistência no caso dos bancos espanhóis", assinalou um operador do mercado consultado pela Agência Efe.

De qualquer maneira, o operador advertiu que a queda do diferencial e da rentabilidade foi possível em um mercado volátil, no qual se negociou pouco em comparação com outros dias.

Últimas Notícias

Ver mais
Bolsas da Europa fecham sem sinal único, com tensões e dirigentes de BCs no radar
seloMercados

Bolsas da Europa fecham sem sinal único, com tensões e dirigentes de BCs no radar

Há um dia

Governadores querem contrapartida para combate a crimes federais na negociação de dívida dos estados
Brasil

Governadores querem contrapartida para combate a crimes federais na negociação de dívida dos estados

Há 5 dias

Bolsas da Europa fecham mistas, com repercussão de perspectivas para Irã e Israel
seloMercados

Bolsas da Europa fecham mistas, com repercussão de perspectivas para Irã e Israel

Há 5 dias

Kristalina Georgieva assume como diretora do FMI pela segunda vez
Mundo

Kristalina Georgieva assume como diretora do FMI pela segunda vez

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais