Acompanhe:

Fitch deve concluir este mês revisão de nota dos EUA

Agência de classificação de risco diz que a elevação do limite da endividamento é um passo na direção certa para diminuir o buraco nas contas públicas

Modo escuro

Continua após a publicidade
No final do comunicado, a Fitch alertou que, segundo as tendências atuais, a dívida dos EUA  deve atingir 100% do PIB até o final de 2012 (Alex Wong/Getty Images)

No final do comunicado, a Fitch alertou que, segundo as tendências atuais, a dívida dos EUA deve atingir 100% do PIB até o final de 2012 (Alex Wong/Getty Images)

G
Gustavo Nicoletta

Publicado em 2 de agosto de 2011 às, 15h34.

São Paulo - A agência de classificação de risco Fitch afirmou hoje, em uma nota, que pretende concluir a revisão do rating (nota) soberano dos Estados Unidos no final de agosto. A agência acrescentou que o acordo para redução no déficit orçamentário e aumento no limite de endividamento aprovado pelo Congresso norte-americano é um passo na direção certa, mas ainda precisarão ser feitas escolhas difíceis para diminuir o buraco nas contas públicas.

"O aumento no teto da dívida e o acordo sobre os parâmetros gerais do plano de redução no déficit dão suporte à perspectiva da Fitch, de que apesar da intensidade e do teatro de discurso político nos EUA, há desejo político e capacidade para, no fim das contas, ser feita a coisa certa. Na opinião da Fitch, o acordo é um primeiro passo importante, mas não o fim do processo que levará a um plano confiável para reduzir o déficit orçamentário a um nível que garanta o rating AAA dos EUA no médio prazo", disse a agência.

A agência afirmou também que "os fundamentos econômicos e financeiros que dão suporte ao rating AAA dos EUA ainda são fortes". Segundo a Fitch, "os balanços e a lucratividade do setor corporativo são saudáveis, o crescimento subjacente da produtividade ainda é relativamente robusto, e o dólar continua ocupando a posição de moeda de reserva global".

No final do comunicado, no entanto, a Fitch alertou que, segundo as tendências atuais, a dívida dos EUA - levando em conta municípios, estados e governo federal - deve atingir 100% do Produto Interno Bruto (PIB) até o final de 2012 e continuará a subir no médio prazo, "perfil que não é consistente com a manutenção do rating AAA.

No início de junho, a Fitch alertou que o rating dos EUA seria colocado em observação para potencial rebaixamento se o país não aprovasse até dois de agosto um plano para reduzir o déficit orçamentário e elevar o limite de endividamento.

Últimas Notícias

Ver mais
Sanções para inglês ver? EUA continuarão com acesso ao petróleo da Venezuela apesar de novo bloqueio
Mundo

Sanções para inglês ver? EUA continuarão com acesso ao petróleo da Venezuela apesar de novo bloqueio

Há 3 horas

Inovação financeira cria demanda por profissionais brasileiros na Finlândia
Future of Money

Inovação financeira cria demanda por profissionais brasileiros na Finlândia

Há 4 horas

Nos EUA, Biden avalia mais de US$ 1 bi em novos acordos de vendas de armas a Israel
Mundo

Nos EUA, Biden avalia mais de US$ 1 bi em novos acordos de vendas de armas a Israel

Há 6 horas

Petz e Cobasi selam ‘fusão de iguais’ que cria gigante de R$ 7 bilhões
Exame IN

Petz e Cobasi selam ‘fusão de iguais’ que cria gigante de R$ 7 bilhões

Há 9 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais