Mercados

Facebook pode abrir capital após final de 2012

Informação aguçou o apetite de investidores por uma fatia em uma das maiores histórias de crescimento da Internet

A estreia do Facebook é avaliada em dezenas de bilhões de dólares  (.)

A estreia do Facebook é avaliada em dezenas de bilhões de dólares (.)

DR

Da Redação

Publicado em 28 de setembro de 2010 às 11h07.

São Francisco - O Facebook, maior site de relacionamento do mundo, pode realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) a partir do final de 2012, afirmou um membro do conselho da companhia, aguçando o apetite de investidores por uma fatia em uma das maiores histórias de crescimento da Internet.

A estreia da empresa avaliada em dezenas de bilhões de dólares no mercado de ações seria uma das mais antecipadas da década.

Entretanto, o membro do conselho, co-fundador do PayPal e investidor Peter Thiel destacou na segunda-feira que nada acontecerá até o fim de 2012, e também dependerá da empresa atingir a meta de receita e do desenvolvimento do modelo de negócios.

"Provavelmente haverá um IPO em algum ponto. A lição deixada pelo Google parece ser que você deve deixar para abrir o capital o mais tarde possível", disse Thiel à Reuters durante a conferência TechCrunch Disrupt em San Francisco, na segunda-feira.

O Facebook, rede social idealizada por Mark Zuckerberg e seus amigos em um dormitório de Harvard em 2004, é uma empresa privada cujas informações financeiras são ínfimas.

Com 500 milhões de usuários, o site é acompanhado de perto por investidores que esperam poder comprar ações da companhia um dia.

Leia mais notícias sobre IPOs

Siga as últimas notícias de Mercados no Twitter

Acompanhe tudo sobre:AçõesEmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetempresas-de-tecnologiaFacebookIndústria digitalInternetIPOsMercado financeiroRedes sociais

Mais de Mercados

Investidores da Tesla são aconselhados a votar contra bonificação de US$ 56 bi para Musk

Por que Argentina de Milei tem animado o mercado, apesar de inflação recorde e retração

Após balanço, Nvidia (NVDC34) já vale mais que Amazon (AMZO34) e Tesla (TSLA34) juntas

Bolsas da Europa fecham sem sinal único, com cautela por política monetária

Mais na Exame