Mercados

Depois de duas horas, BM&F Bovespa retoma operações de derivativos

Problemas em sistema eletrônico GTS iniciaram a partir das 9h20 e retornaram à normalidade às 11h05

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 31 de maio de 2010 às 12h01.

São Paulo - Depois de duas horas, as negociações no segmento de derivativos da BM&FBovespa (BVMF3), que enfrentaram problemas técnicos desde às 9h20 desta segunda-feira (31), voltaram ao normal às 11h05. De acordo com informações da assessoria de imprensa da bolsa, as operações realizadas entre às 9h e 9h20 foram canceladas. Depois, os negócios foram retomados parcialmente até pararem novamente às 10h05.

"A tela GL do sistema de negociação de derivativos GTS apresentou problemas para algumas corretoras. A bolsa, então, decidiu paralisar as negociações a partir das 10h05", informou a área ténica, por meio de nota. A plataforma que comanda as negociações de derivativos na BM&F é o Global Trading System, conhecido como GTS. Além dos derivativos agrícolas e financeiros, nesse ambiente também são negociados os contratos de câmbio pronto e créditos de carbono.

O sistema Mega Bolsa, que comanda as negociações com ações, funciona normalmente.
 

Acompanhe tudo sobre:AçõesB3bolsas-de-valoresDerivativosEmpresasEmpresas abertasMercado financeirorenda-variavelservicos-financeiros

Mais de Mercados

Livro Bege dos EUA, Caged, Pnad Contínua, falas do Fed e mais: o que move o mercado

Anglo American rejeita pedido da BHP para estender prazo de proposta

Justiça homologa plano de recuperação judicial da Oi

Nubank supera Itaú em valor de mercado pela primeira vez em dois anos

Mais na Exame