Mercados

Custo do seguro da dívida de Portugal volta a subir

O país continua sendo prejudicado pelos receios dos investidores em relação ao pagamento das dívidas do governo

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 23 de janeiro de 2012 às 08h55.

Londres - O custo do seguro da dívida de Portugal contra default atingiu mais um recorde, enquanto o país continua sendo prejudicado pelos receios dos investidores com relação ao pagamento das dívidas do governo português. Pouco antes das 8 horas (de Brasília), o spread (prêmio) dos swaps de default de crédito (CDS) de cinco anos de Portugal subia 18 pontos-base, para 1.280 pontos-base, segundo a provedora de dados Markit.

Os investidores temem que Portugal siga o mesmo caminho da Grécia e tenha de reestruturar sua dívida, implicando em perdas para os detentores de bônus do governo. A dívida portuguesa foi pesadamente vendida na semana passada em reação ao rebaixamento de seu rating para grau especulativo pela Standard & Poor's. O último recorde dos CDS havia sido de 1.263 pontos-base, atingido em 19 de janeiro. As informações são da Dow Jones.

Acompanhe tudo sobre:CDSCrise econômicaCrises em empresasDívida públicaEuropaMercado financeiroPiigsPortugalTítulos públicos

Mais de Mercados

Cenário é potencialmente o mais perigoso desde a 2ª Guerra, diz Jamie Dimon, CEO do J.P. Morgan

Bancos abrem temporada de balanços em queda nos EUA; Wells Fargo despenca 7%

Ibovespa sobe pelo 10º pregão seguido e fecha próximo dos 129 mil pontos

Balanços de bancos americanos, PPI dos EUA e pesquisa de serviços do Brasil: o que move o mercado

Mais na Exame