Mercados

10 coisas que você precisa saber para lidar bem com os mercados hoje

Marfrig expande operações nos EUA; Telefónica quer mais dividendos da Vivo

Marfrig se torna a fornecedora de toda a cadeia internacional de McDonald's (Getty Images/Getty Images)

Marfrig se torna a fornecedora de toda a cadeia internacional de McDonald's (Getty Images/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 15 de junho de 2010 às 09h47.

São Paulo - Aqui está o que você precisa saber:

1 - Marfrig compra a americana Keystone Foods por 1,26 bilhão de dólares. A aquisição, anunciada no fim da noite de ontem, garante a transformação da empresa em fornecedoras de toda a cadeia internacional de McDonald's, Campbell's, Subway, ConAgra, Yum Brands e Chipotle.

2 - Telefónica pede dividendo extra se oferta por Vivo for aceita. A espanhola propôs que a Portugal Telecom pague um dividendo extraordinário de 1 euro por ação ou maior, se os acionistas da companhia portuguesa concordarem em vender a participação.

3 - A CSN e a Usiminas foram multadas em 1% de seus faturamentos de 1996. O percentual totaliza R$ 51 milhões (R$ 22 milhões para a CSN, R$ 16 milhões para a Usiminas e R$ 13 milhões para a Cosipa). A Cosipa foi incorporada pela Usiminas no ano passado.

4 - Confiança do investidor alemão vem abaixo das expectativas em junho. O indicador, divulgado nesta terça-feira, caiu para 28,7 neste mês, comparado a 45,8 em maio. Analistas consultadospreviam leitura de 42.

5 - Superávit comercial de abril cai na Zona do Euro. A balança comercial da Zona do Euro teve superávit de 1,8 bilhão de euros (US$ 2,2 bilhões) em abril,  recuando em relação ao superávit de 4,5 bilhões de euros em março e ao de 2,6 bilhões de euros de abril do ano passado.

6 - Banco Central japonês anuncia empréstimos de 33 bilhões de dólares a bancos e mantém taxa de juro em 0,1. O BC anunciou um novo programa de financiamento  para indústrias com potencial de crescimento. O banco também decidiu manter a taxa básica de juro do país em 0,1 por cento.

7 - As principais bolsas de valores da Europa abriram em baixa nesta terça-feira. O desempenho vem depois de terem encerrado ontem em alta, devido à melhora na confiança dos investidores na recuperação da economia mundial.

8 – Os mercados asiáticos se comportaram de maneira distinta nesta terça-feira. Algumas bolsas da regiãoreagiram negativamente à redução da classificação soberana da Grécia e à queda em Wall Street. Outros pregões se pautaram por fatores locais.

9 - As empresas europeias instaladas no País quase dobraram as remessas de lucros e dividendos para as matrizes. A notícia é vista como uma tentativa de compensar as perdas provocadas pela crise na região.

10 - A petrolífera britânica BP contratou os bancos de investimento Blackstone, Goldman Sachs e Credit Suisse. As instituições atuarão como consultores em meio ao maciço derramamento de óleo de um poço da empresa no Golfo do México, disse uma fonte a par do assunto.

Acompanhe tudo sobre:AçõesAgronegócioAgropecuáriaAlimentaçãobolsas-de-valoresComércioEmpresasEmpresas abertasEmpresas americanasEmpresas espanholasFast foodFranquiasMcDonald'sRestaurantesServiçosTelecomunicaçõesTelefônica

Mais de Mercados

Lucro da Nvidia cresce 628% e atinge US$ 14,88 bi no 1º trimestre

O país que superou os EUA em IPOs no 1º tri — e o que isso diz sobre o Brasil

Petrobras (PETR4) tem ações suspensas por publicação de fato relevante durante pregão

Dólar sobe em linha com juros de Treasuries à espera de ata do Fed

Mais na Exame