Inteligência Artificial

Startup apoiada por Bill Gates usa IA para encontrar minerais para transição energética

Empresa sediada na Califórnia diz que usa inteligência artificial para criar um "mapa do tesouro"

Cobre (Monty Rakusen/Getty Images)

Cobre (Monty Rakusen/Getty Images)

Publicado em 6 de março de 2024 às 07h13.

Última atualização em 6 de março de 2024 às 07h13.

A KoBold Metals, uma startup de mineração apoiada por bilionários, incluindo Bill Gates e Jeff Bezos, está otimista sobre o potencial de descoberta de alguns dos metais de transição energética mais procurados.

A empresa sediada na Califórnia diz que usa inteligência artificial para criar um "mapa do tesouro" para ajudar a encontrar novos depósitos de materiais como cobre, lítio, cobalto e níquel. A empresa atualmente tem mais de 60 projetos em estágio de exploração em vários países.

"Achamos que o potencial de descoberta é grande. Há muito mais para ser encontrado na Zâmbia", disse Josh Goldman, presidente da KoBold Metals, à emissora norte-americana CNBC. 

Recentemente, a empresa de exploração de metais sediada no Vale do Silício anunciou a rara descoberta de um vasto depósito de cobre na Zâmbia.

Josh Goldman disse que os investidores da empresa ficaram entusiasmados com a descoberta, especialmente em um momento em que a indústria de mineração está lutando para acompanhar a transição energética intensiva em metais.

"Eles estão encantados com essa notícia porque é isso que nos propusemos a fazer. O objetivo da empresa é descobrir, encontrar e desenvolver recursos minerais de que precisamos para a transição energética", disse Goldman via videoconferência.

Os investidores da startup incluem a empresa de capital de risco dos EUA Andreessen Horowitz, a gigante norueguesa de energia Equinor, o maior grupo de mineração do mundo, BHP, e a Breakthrough Energy, um fundo de tecnologia e clima fundado por Bill Gates em 2015.

Os apoiadores da Breakthrough Energy incluem Ray Dalio da Bridgewater Associates, Richard Branson do Virgin Group, Jack Ma da Alibaba e Jeff Bezos da Amazon.

A KoBold Metals agora está focada em avançar com seu projeto Mingomba na Zâmbia, que espera começar a produzir cobre dentro de 10 anos, e descobrir o próximo tesouro de minerais críticos, de acordo com Goldman.

"A faixa de cobre da África Central é a parte do mundo onde você pode encontrar coisas dessa extraordinária qualidade. E é por isso que estamos lá. A geologia é extraordinária", disse ele.

O cobre está em alta demanda devido ao seu uso em infraestrutura de energia renovável, sistemas de armazenamento de energia e veículos elétricos. A Zâmbia é o segundo maior produtor de cobre da África, depois da República Democrática do Congo.

Goldman disse que a KoBold Metals planeja listar ações publicamente nos próximos três a quatro anos. "Esperamos, com o tempo, que ser uma empresa pública provavelmente seja a melhor maneira de financiar o negócio", acrescentou.

Acompanhe tudo sobre:CobreInteligência artificial

Mais de Inteligência Artificial

Nova IA para Alexa? Amazon vai atualizar serviço e pretende cobrar por isso, diz site

A IA no cotidiano: entre a produtividade e o riso

OpenAI melhora processo de recrutamento por temer espiões chineses

A inteligência artificial consegue contar boas piadas? Pesquisadores fizeram o teste

Mais na Exame