Inteligência Artificial

Accenture adquire Udacity para criar plataforma de aprendizagem focada em IA

O valor da aquisição não foi divulgado, mas faz parte de um plano maior de investimentos da Accenture estimado acima de US$ 1 bilhão

Steve Jennings: atual CEO da Udacity (David Paul Morris/Getty Images)

Steve Jennings: atual CEO da Udacity (David Paul Morris/Getty Images)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 6 de março de 2024 às 08h21.

Última atualização em 6 de março de 2024 às 08h22.

A Accenture anunciou na terça-feira, 6, a aquisição da plataforma de aprendizagem Udacity, consolidando um passo significativo na construção de uma plataforma educacional voltada para a crescente demanda por inteligência artificial (IA).

A compra, cujo valor não foi divulgado pela companhia, acompanha o anúncio de um investimento adicional de US$ 1 bilhão na criação de uma outra plataforma de ensino de tecnologia chamada LearnVantage.

O foco da Accenture com a nova aquisição e o investimento subsequente é claramente posicionar-se na vanguarda da formação em tecnologias emergentes, com ênfase especial na qualificação de profissionais em IA.

"A ascensão da IA generativa representa uma das mudanças mais transformadoras na maneira como o trabalho é realizado, impulsionando a necessidade crescente das empresas de treinar e aprimorar as habilidades de seus colaboradores em nuvem, dados e IA, enquanto constroem seu núcleo digital e reinventam suas operações", afirmou Kishore Durg, líder global da Accenture LearnVantage.

Sobre a Udacity, fundada em 2011, as declarações refletem o otimismo comum a uma empresa que se integra a uma organização de maior porte, como a Accenture. A plataforma de aprendizado enxerga na aquisição uma oportunidade de expandir seu alcance e capacidade de capacitar um número maior de pessoas.

A procura de um comprador

Essa aquisição se destaca particularmente em um cenário onde, anteriormente, rumores indicavam negociações da Udacity com a companhia indiana de edtech Upgrad, por um valor estimado em US$ 80 milhões - negociações estas que não se concretizaram, levando a Accenture a efetuar a compra.

A queda para o valor especulado de US$ 80 milhões, se confirmada, marcaria uma redução significativa para uma empresa que levantou quase US$ 300 milhões, conforme dados da PitchBook, e que foi avaliada em US$ 1 bilhão em 2015.

Como é praxe, a concretização do negócio está sujeita à revisão regulatória e à supervisão antitruste, etapas finais antes da efetivação da aquisição pela Accenture.

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialFusões e AquisiçõesEducação

Mais de Inteligência Artificial

Mira Murati, da OpenAI, responde a Elon Musk sobre integração com Apple

Musk retira processo contra OpenAI um dia após criticar acordo com Apple

O que o acordo OpenAI-Apple significa para Google e Microsoft

Mistral AI levanta US$ 645 milhões e atinge valor de US$ 6,5 bilhões

Mais na Exame