Inteligência Artificial

Spotify testa inteligência artificial para desenvolver playlists personalizadas

Descobertas no código do aplicativo indicam que a empresa está desenvolvendo sugestões geradas por IA, permitindo aos usuários criar listas de reprodução usando prompts

Daniel Ek: CEO do Spotify (Ilya S. Savenok/Getty Images)

Daniel Ek: CEO do Spotify (Ilya S. Savenok/Getty Images)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 2 de outubro de 2023 às 15h03.

Última atualização em 2 de outubro de 2023 às 15h22.

Após o lançamento bem-sucedido de recursos como o DJ virtual alimentado por inteligência artificial (IA) e suporte para podcasts traduzidos por IA, o Spotify parece estar explorando novas formas de integrar a IA ao seu aplicativo, com o desenvolvimento de playlists sugeridas pela nova tecnologia.

Fique por dentro das últimas notícias no WhatsApp da Exame. Inscreva-se aqui 👉 https://t.ly/6ORRo

O rumor ganhou força após Chris Messina, veterano da tecnologia e agora investidor, revelar capturas de tela do código do aplicativo do Spotify que mencionam "playlists de IA" e "playlists baseadas em seus prompts".

Messina especula que a criação dessas playlists pode ser uma opção dentro do gênero Blend, onde os gostos de diferentes usuários são combinados para criar uma playlist com músicas que agradam a todos.

O Spotify pode já ter preparado o terreno para playlists de IA criadas com prompts ao desenvolver um recurso chamado Niche mixes. Este recurso permite aos usuários construir playlists únicas baseadas apenas em uma descrição.

Apesar da aparência inicial, o Spotify informou que os Niche Mixes não são alimentados por IA, sendo impulsionados pela tecnologia de personalização e algoritmos da empresa.

Todas as linhas de código foram descobertas na última versão do aplicativo Spotify, indicando claramente que se trata de um recurso em desenvolvimento.

Equipe de pesquisa focada em IA

Não obstante, nem todos os recursos que uma empresa desenvolve internamente para teste chegam ao público, mas isso é um indicativo de como o Spotify está refletindo sobre o papel que a IA poderia desempenhar na personalização musical.

A empresa já havia sugerido anteriormente que recursos como o DJ de IA não seriam o limite para a adoção de tecnologias de IA pelo Spotify. Segundo o TechCrunch, existe uma equipe no Spotify trabalhando nos Modelos de Linguagem de Grande Escala (LLMs)

E, de fato, o Spotify tem algumas centenas de pessoas trabalhando em técnicas de personalização e aprendizado de máquina, incluindo uma grande equipe de pesquisa explorando “todas as possibilidades em LLMs, em voz gerativa e em personalização”.

Acompanhe tudo sobre:SpotifyInteligência artificial

Mais de Inteligência Artificial

Desmistificando a IA: como ela está transformando negócios e carreiras

IA vira arma para hackers e empresas se encontram sem profissionais qualificados

Para surfar a onda da IA, Samsung promete aos clientes fábrica de chips 20% mais rápida

Amazon enfrenta desafios para integrar IA generativa na Alexa, revelam ex-funcionários

Mais na Exame