Inteligência Artificial
Apresentado por SAMSUNG

Samsung inaugura nova era dos televisores com inteligência artificial

Lançamentos da empresa prometem mudar a percepção de imagem, som e integração da TV com a casa inteligente; inovação deixará a experiência mais imersiva e, ao mesmo tempo, sustentável

Processador especializado em inteligência artificial: Disponíveis em aparelhos com telas que vão de 43 a 85 polegadas, as novas Samsung AI TVs trazem cinco grandes novidades para o consumidor brasileiro. Três delas estão diretamente ligadas ao hardware. (SAMSUNG/Divulgação)

Processador especializado em inteligência artificial: Disponíveis em aparelhos com telas que vão de 43 a 85 polegadas, as novas Samsung AI TVs trazem cinco grandes novidades para o consumidor brasileiro. Três delas estão diretamente ligadas ao hardware. (SAMSUNG/Divulgação)

EXAME Solutions
EXAME Solutions

EXAME Solutions

Publicado em 9 de maio de 2024 às 15h00.

Última atualização em 9 de maio de 2024 às 17h10.

Tudo sobrebranded-content
Saiba mais

Pouco a pouco, a inteligência artificial está mudando radicalmente a forma com que vivemos. No que depender da Samsung, isso inclui até o jeito como assistimos televisão. Neste mês de maio, a líder global em vendas no mercado de televisores inaugura uma nova era das TVs com a chegada dos primeiros aparelhos com IA no mercado brasileiro.

Combinando funções de software e hardware, os televisores prometem mudar a percepção de som e imagem e criar uma experiência mais imersiva e, ao mesmo tempo, econômica. “É um momento histórico, da mesma proporção ao que aconteceu quando as TVs se tornaram Smart TVs”, define Alexandre Gleb, gerente de produtos de TVs da Samsung Brasil.

As novas funções, presentes nas novas linhas NEO QLED 8K, NEO QLED e Samsung OLED, mostram como a Samsung está na crista da onda quando o assunto é inteligência artificial. Vale lembrar que, no início deste ano, a empresa mudou o universo dos smartphones ao anunciar o Galaxy AI, um sistema que traz funções nativas como edição inteligente de imagens, tradução simultânea e transcrição de reuniões com apoio de um serviço de inteligência artificial própria.

Melhoria na resolução: De acordo com dados da própria empresa, um conteúdo em Full HD pode ser elevado a uma resolução equivalente a 6K, enquanto um vídeo em 4K teria cerca de 90% dos 33 milhões de pixels presentes no 8K. (SAMSUNG/Divulgação)

Além disso, a empresa também tem trazido cada vez mais funções inteligentes em diferentes produtos, incluindo geladeiras, máquinas de lavar e aparelhos de ar-condicionado. “É um ecossistema só, numa estratégia singular e integrada”, resume Gleb.

Resolução gigantesca

Disponíveis em aparelhos com telas que vão de 43 a 85 polegadas, as novas Samsung AI TVs trazem cinco grandes novidades para o consumidor brasileiro. Três delas estão diretamente ligadas ao hardware, com a chegada de um processador especializado em inteligência artificial, o NQ8 AI Gen 3.

Munido de 512 diferentes redes neurais, capazes de aprender com padrões e evoluir constantemente, esse processador é o segredo por trás da nova tecnologia de upscaling da Samsung, responsável por recriar conteúdos de resoluções antigas em uma qualidade de imagem que se aproxima à do 8K, nas telas que contem com essa funcionalidade.

“Além de ter uma experiência mais agradável, essa tecnologia acaba com o problema de hoje ainda existir pouco conteúdo em 8K, porque o upscaling faz com que a experiência seja a melhor possível em qualquer formato”, explica o executivo da Samsung.

De acordo com dados da própria empresa, um conteúdo em Full HD pode ser elevado a uma resolução equivalente a 6K, enquanto um vídeo em 4K teria cerca de 90% dos 33 milhões de pixels presentes no 8K. “Outra funcionalidade importante é que o processador da AI TV é capaz de fazer essa otimização em qualquer tipo de conteúdo, seja ele proveniente do YouTube, de um serviço de streaming ou de alguma conexão com outro aparelho via cabo HDMI”, diz Gleb.

Outra inovação que vai agradar muito quem usa a TV para jogar ou ver esportes é o AI Motion Enhancer Pro, que também utiliza da capacidade de aprender com padrões para melhorar a taxa de frequência das imagens, sendo capaz de elevar vídeos em 24 ou 30 quadros por segundo (24fps e 30fps, respectivamente) para um valor quatro vezes superior.

“Movimentos rápidos, como o de uma bola sendo chutada ao gol, serão mais fluidos e não terão mais rastros na tela, melhorando muito a experiência de quem assiste e quem joga”, ressalta o gerente de produtos de TVs da Samsung.

Vantagens para quem usa TV para jogar ou ver esportes: com o AI Motion Enhancer Pro movimentos rápidos, como o de uma bola sendo chutada ao gol, serão mais fluidos e não terão mais rastros na tela. (SAMSUNG/Divulgação)

Para quem é gamer, vale ainda mencionar o AI Auto Game Mode, um sistema em que a TV identifica o estilo de jogo que está sendo reproduzido e molda som e imagem para uma melhor experiência.

“Num jogo de tiro, por exemplo, o brilho da tela será reduzido e o contraste aumentado para facilitar a partida, enquanto os sons agudos terão volume reduzido para os tiros não incomodarem tanto”, explica ainda o executivo.

Por falar em som, está aí outro campo em que a inteligência artificial vai revolucionar: com apoio do sistema Dolby Atmos, a tecnologia vai tornar a audição ainda mais imersiva, com a função Som em Movimento Pro, capaz de direcionar as ondas sonoras para qualquer canto da tela.

“Se o helicóptero saiu da esquerda para a direita, o movimento sonoro também vai acompanhar”, afirma Gleb. “Se o consumidor também tiver uma soundbar da Samsung, a AI TV vai controlar a soundbar, entender o ambiente e direcionar o som da melhor forma possível.”

Casa inteligente e sustentável

Além de turbinar a experiência de som e imagem, a inteligência artificial transforma o lar dos consumidores com ajuda do SmartThings, sistema de casa inteligente da Samsung que pode ser totalmente controlado pela TV, integrando geladeira, ar-condicionado e até mesmo dispositivos de outras empresas que utilizem a linguagem Matter e dispositivos que utilizam o protocolo Zigbee, já que as TVs já vêm com este hub integrado.

Os novos aparelhos também chegam ao mercado com sistema Knox Security, um protocolo de segurança que protege todos os dispositivos conectados de invasores e ameaças cibernéticas.

Com tanta conectividade, é fácil imaginar que toda essa tecnologia pode levar o consumo de energia lá para o alto. Mas não é isso o que acontece – graças ao AI Energy Mode, sistema inserido nos novos televisores da Samsung que tem duas funções muito interessantes.

A primeira é a capacidade de perceber o ambiente, o nível de ruído e a luminosidade onde a TV está instalada, a fim de regular som e brilho da tela para uma experiência não só imersiva, mas também econômica. “Num lugar que tem pouca luz, a TV pode não precisar de tanto brilho, o que faz o aparelho economizar até 25% de energia”, diz Gleb.

Além disso, ao estar integrado com diferentes aparelhos por conta do SmartThings, o AI Energy Mode também mensura o gasto de energia de cada um desses dispositivos – desde a lâmpada inteligente até a geladeira. Mais que isso: ao se sincronizar com a provedora de energia da região, o sistema consegue até entender o custo da conta de luz, gerando notificações para um uso inteligente da força e até mesmo criando metas de economia para o consumidor.

“Com a inteligência artificial, a Samsung amplifica o poder da TV, deixando-a não só como um hub de entretenimento, mas também de controle da casa conectada, sempre para deixar a rotina das pessoas cada vez melhor”, finaliza Gleb.

Acompanhe tudo sobre:branded-contentTecnologia

Mais de Inteligência Artificial

Mira Murati, da OpenAI, responde a Elon Musk sobre integração com Apple

Musk retira processo contra OpenAI um dia após criticar acordo com Apple

O que o acordo OpenAI-Apple significa para Google e Microsoft

Mistral AI levanta US$ 645 milhões e atinge valor de US$ 6,5 bilhões

Mais na Exame