Inteligência Artificial

O plano da Uber para aposentar caminhoneiros por IA em, no máximo, 10 anos

A gigante do transporte oficializou uma parceria com a Waabi, focada em caminhões autônomos, para realizar testes comerciais, mirando uma revolução no transporte de cargas

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 4 de outubro de 2023 às 15h11.

Última atualização em 7 de outubro de 2023 às 08h05.

A Uber se uniu a startup de caminhões autônomos, Waabi, para um plano de 10 anos em busca do caminho autônomo perfeito. O acordo prevê a integração dos dados de bilhões de quilômetros dirigidos sem motorista da Waabi à rede Uber Freight, braço de logística da gigante.

A partir desta semana, a frota de teste da Waabi iniciará pilotos comerciais com embarcadores na rede Uber Freight, transportando mercadorias entre Dallas e Houston. A visão de longo prazo é que a Waabi adote um modelo de "Driver-as-a-Service", no qual transportadoras adquirem caminhões equipados com a tecnologia de inteligência artificial da Waabi e têm a opção de se integrar ao mercado da Uber Freight.

Esta parceria com a Uber é o primeiro acordo comercial da Waabi divulgado ao público, e ocorre apenas dois anos após o lançamento da startup. A agilidade da empresa em chegar ao mercado é atribuída à sua abordagem centrada em inteligência artificial.

A Waabi utiliza um simulador de estradas, chamado de Waabi World, para testar virtualmente um software de direção autônoma e treinar o sistema em tempo real. É como se um mesmo motoristas pudesse treinar em centenas de milhares de cenários simultaneamente.

Tentativas da Uber

Vale lembrar que a Uber Freight já possui uma parceria comercial em andamento com a Aurora Innovation e teve um acordo anterior com a Waymo Via, unidade de caminhões autônomos da Waymo. No entanto, a parceria com a Waabi promete uma integração tecnológica mais profunda.

Ambas as empresas estão buscando embarcadores dispostos a se comprometer com projetos  de cinco a dez anos, visando compreender o impacto dos veículos autônomos nas operações futuras.

Ron ressaltou que a Uber Freight tem centenas de embarcadores em lista de espera para implementar a tecnologia AV. E, apesar da Uber Freight ter registrado uma queda de 30% na receita no segundo trimestre, a empresa vê um crescimento exponencial à medida que os caminhões autônomos se tornem uma realidade no mercado.

Acompanhe tudo sobre:UberInteligência artificial

Mais de Inteligência Artificial

Nova IA para Alexa? Amazon vai atualizar serviço e pretende cobrar por isso, diz site

A IA no cotidiano: entre a produtividade e o riso

OpenAI melhora processo de recrutamento por temer espiões chineses

A inteligência artificial consegue contar boas piadas? Pesquisadores fizeram o teste

Mais na Exame