Inovação
Acompanhe:
Apresentado por TIM

Com a chegada do 5G, a TIM apoia processo de transformação digital da indústria

Entre as parcerias está o acordo para a construção de uma rede privativa 5G no Porto de Santos entre a empresa e a Brasil Terminal Portuário

Brasil Terminal Portuário: acordo entre TIM e um dos principais operadores portuários do país deve viabilizar a construção de uma rede privativa 5G no Porto de Santos (TIM/Divulgação)

Brasil Terminal Portuário: acordo entre TIM e um dos principais operadores portuários do país deve viabilizar a construção de uma rede privativa 5G no Porto de Santos (TIM/Divulgação)

e
exame.solutions

Publicado em 16 de dezembro de 2022, 10h00.

Última atualização em 16 de dezembro de 2022, 10h18.

A Indústria 4.0 é um conceito que representa a automação industrial e a integração de diferentes tecnologias, como inteligência artificial (IA), robótica e internet das coisas (IoT). Considerada a Quarta Revolução Industrial, esta nova fase deve acelerar o passo com a chegada do 5G.

Ajudar a indústria a pensar processos produtivos com base no avanço tecnológico em curso é um dos papéis da TIM, empresa de telecomunicações que tem atuado como parceira de negócios das indústrias.

“É importante nos aproximarmos das empresas para desenvolver casos de uso, mostrar o valor da tecnologia e como podem se beneficiar desta jornada da transformação digital”, explica Paulo Humberto Gouvêa, diretor de soluções corporativas da TIM, acrescentando que o 5G viabiliza essa transformação.

A tecnologia 5G tem sido utilizada em vários projetos da Indústria 4.0 e tem a vantagem de preparar o terreno para tecnologia subsequente do LTE (long term evolution), como está sendo a transição do 4G para o 5G, por exemplo, sem disrupção, e isso será uma verdade no futuro para as próximas versões.

A TIM tem desenvolvido a quatro mãos, com as indústrias, casos de uso que se beneficiam do 5G com redes públicas, privadas ou hibridas, em processos críticos que não possam ser interrompidos ou que coloquem vidas em risco.

O que muda com o 5G?

Entre os benefícios da Indústria 4.0, podemos listar ganhos de produtividade, eficiência e segurança, fruto do avanço da tecnologia 4G, para o 5G, que apresenta ultrabanda larga, latência reduzida e permite que muitos equipamentos sejam conectados simultaneamente.

Um exemplo de parceria é o acordo entre a TIM e a Brasil Terminal Portuário (BTP) para a construção de uma rede privativa 5G no Porto de Santos (SP). Serão implantadas soluções para aumentar a conectividade dos equipamentos e sua eficiência operacional. “Será possível fazer monitoramento e comando remoto – e em tempo real – de equipamentos, guindastes e atividades, com gestão realizada a partir de uma central”, comenta o executivo da TIM.

No segmento de utilities, a tecnologia de transmissão de dados possibilita o desenvolvimento dos smart grids. No setor de energia, “medidores inteligentes” permitem monitorar o consumo e realizar manutenções preditivas e preventivas com mais eficiência e menor custo, sempre em tempo real.

“Há projetos em várias direções que estão gerando os primeiros casos de uso no 5G. Vamos seguir apoiando esta transformação digital em todos os segmentos da indústria.”

Últimas Notícias

ver mais
A casa do futuro nunca esteve tão presente!
Inovação

A casa do futuro nunca esteve tão presente!

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Eventos em SP discutem o avanço da pesquisa científica contra o câncer
Inovação

Eventos em SP discutem o avanço da pesquisa científica contra o câncer

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Com dados de moradores, cidade inteligente toma forma na Coreia do Sul
Inovação

Com dados de moradores, cidade inteligente toma forma na Coreia do Sul

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
O beabá das cleantechs: o que são, perfil e onde atuam
Inovação

O beabá das cleantechs: o que são, perfil e onde atuam

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
icon

Brands

ver mais

Uma palavra dos nossos parceiros

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais