• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,21 0.00
  • AERI3 R$ 3,74 -1.06
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,18 -0.83
  • ALPA4 R$ 22,79 2.80
  • ALSO3 R$ 19,21 1.91
  • ALUP11 R$ 26,43 -0.26
  • AMAR3 R$ 2,53 -2.32
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,54 0.19
  • AMZO34 R$ 3,50 3.55
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,95 0.00
  • B3SA3 R$ 12,75 2.74
  • BBAS3 R$ 37,01 -1.20
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,21 0.00
  • AERI3 R$ 3,74 -1.06
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,18 -0.83
  • ALPA4 R$ 22,79 2.80
  • ALSO3 R$ 19,21 1.91
  • ALUP11 R$ 26,43 -0.26
  • AMAR3 R$ 2,53 -2.32
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,54 0.19
  • AMZO34 R$ 3,50 3.55
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,95 0.00
  • B3SA3 R$ 12,75 2.74
  • BBAS3 R$ 37,01 -1.20
Abra sua conta no BTG

Minério de ferro: mercado busca direção em dados de produção da Vale

Mineradora divulga produção do terceiro trimestre após o fechamento do mercado; balanço sai no dia 28 de outubro
Uma das maiores concorrentes da Vale, a australiana BHP registrou queda na produção | Foto: Germano Lüders/Exame (Exame/Germano Lüders)
Uma das maiores concorrentes da Vale, a australiana BHP registrou queda na produção | Foto: Germano Lüders/Exame (Exame/Germano Lüders)
Por BloombergPublicado em 19/10/2021 12:46 | Última atualização em 19/10/2021 12:46Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Com o comércio de minério de ferro no seu nível mais irregular em pelo menos uma década, os investidores se voltarão para a Vale (VALE3) em busca de alguma direção.

A segunda maior produtora mundial da matéria-prima do aço divulga a produção do terceiro trimestre nesta terça-feira, 19, após o fechamento do mercado. A mineradora é um grande fator de oscilação no mercado de minério de ferro, uma vez que segue em lenta recuperação após o colapso da barragem de rejeitos em Brumadinho no início de 2019.

Os analistas esperam que a Vale registre produção de 87,3 milhões de toneladas métricas em média de julho a setembro, bem acima do trimestre anterior, mas um pouco abaixo do mesmo período do ano passado. Um volume acima do esperado pode esfriar a crescente recuperação dos preços, enquanto um número menor pode alimentar a alta.

Uma das maiores concorrentes da mineradora brasileira, a australiana BHP registrou queda na produção de minério de ferro, na última noite. A BHP disse que a produção caiu nos três meses até setembro em meio a paralisações planejadas para manutenção e escassez de mão de obra.

O mercado clama por alguma direção. Depois de subir acima de US$ 200 a tonelada em maio, o minério de ferro perdeu mais da metade de seu valor em meio a restrições chinesas na produção de aço, preocupações com o mercado imobiliário e escassez de energia, antes de voltar a ficar acima de US$ 100. A volatilidade é quase a mais alta já registrada desde 2011. O relatório da Vale se torna mais esperado depois que a mineradora anglo-australiana Rio Tinto reduziu seu guidance para embarques, citando escassez de mão de obra na Austrália Ocidental.

O cenário-base da Bloomberg Intelligence mostra um mercado de minério de ferro estruturalmente com excesso de oferta no final de 2022, com excedentes até 2024. O retorno de volumes da Vale, que embarca minério de alta qualidade, deve responder pela maior parte do crescimento da oferta.

Em setembro, a Vale reduziu sua previsão de capacidade de produção de 2022 para 370 milhões de toneladas, de uma meta anterior de 400 milhões de toneladas, devido à lentidão nas licenças de suas operações no norte do Brasil. Embora a capacidade não seja igual à produção real, a expansão mais lenta do que o esperado dará à Vale menos espaço para aumentar o fornecimento nos próximos anos.

A gigante da mineração brasileira tem previsão de produção para 2021 de 315 milhões a 335 milhões de toneladas. Analistas da Bloomberg Intelligence esperam que a empresa atinja o limite inferior dessa faixa.

A Vale divulga o relatório de produção e vendas trimestrais após o fechamento do pregão desta terça-feira, com o balanço a ser divulgado em 28 de outubro.