Future of Money

Samsung lança no Brasil notebooks que usam tecnologia blockchain

Linha Galaxy Book3 já pode ser adquirida por brasileiros e usa sistema de proteção de dados baseado em blockchain

Samsung já lançou diversos produtos que usam a tecnologia blockchain (Reprodução/Reprodução)

Samsung já lançou diversos produtos que usam a tecnologia blockchain (Reprodução/Reprodução)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 2 de junho de 2023 às 11h33.

A Samsung anunciou na quarta-feira, 31, que disponibilizou no Brasil a série de notebooks Galaxy Book3. A linha é formada pelos modelos Galaxy Book3 Ultra, Galaxy Book3 360 e Galaxy Book3 - com este último ainda indisponível no país. Entre as novidades da linha, está o uso da tecnologia blockchain para aumentar a privacidade dos usuários.

Em um comunicado, a empresa afirmou que a linha "foi desenvolvida para oferecer aos usuários uma experiência de computação de alta potência, com especificações que garantem o máximo de desempenho, conectividade e mobilidade para as mais variadas atividades".

Sandra Chen, diretora sênior da área de notebook e tablets da Samsung Brasil, afirmou que "os novos notebooks da Samsung foram criados para elevar a produtividade, a criatividade e a mobilidade dos usuários". "les garantem a melhor experiência conectada e computação de alto desempenho em toda a jornada do usuário".

Os notebooks contam ainda com o recurso Private Share, desenvolvido pela empresa e voltado para a proteção de dados. Segundo a Samsung, "o Private Share usa tecnologia criptográfica baseada em blockchain por meio de compartilhamento privado".

"O conteúdo será criptografado antes da entrega. O remetente pode controlar o acesso do destinatário e pode ver quando o destinatário o recebeu e abriu. Você pode compartilhar até 10 arquivos de uma vez, mas o tamanho total deve ser inferior a 20 MB", explica a companhia.

A tecnologia já está sendo usada em outros produtos da gigante sul-coreana, incluindo smartphones. Agora, brasileiros poderão utilizá-la na linha de computadores. O Private Share faz parte de uma série de iniciativas da Samsung nos últimos anos voltadas para a implementação da tecnologia blockchain.

Samsung e blockchain

Além do Private Share, a empresa também desenvolveu uma carteira digital própria para criptomoedas, a Samsung Blockchain Wallet. Ela é descrita como a "porta de entrada para o ecossistema blockchain" e aceita criptomoedas como o bitcoin e tokens da rede Ethereum.

Já em outubro de 2022, a gigante de tecnologia anunciou o lançamento da Knox Matrix, uma ferramenta de "blockchain privado" que buscará aumentar a segurança nos dispositivos dos seus clientes para evitar problemas como invasões de hackers. O objetivo da Samsung é permitir que os usuários conectem todos os seus aparelhos sem temer roubos de dados de todos caso apenas um seja hackeado.

Recentemente, a Samsung também promoveu uma série de cursos gratuitos para capacitação tecnológica. Entre as novidades, estão temas como blockchain, metaverso e inteligência artificial. Chamado de Samsung Ocean, o programa tem cursos no formato presencial e online, e oferece certificado de conclusão.

Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:SamsungBlockchain

Mais de Future of Money

Descentralização na Web3: redefinindo o futuro da internet

Criptomoedas podem cair mesmo em mercado de alta: o que é correção e como lidar com isso

Por que as marcas não podem ignorar o blockchain: a transformação da interação com o consumidor

A solução para as barreiras de liquidez global nos investimentos

Mais na Exame