Rio de Janeiro confirma que vai incorporar bitcoin ao tesouro da cidade

Em busca de inovação financeira, prefeitura do Rio de Janeiro vai aceitar criptomoedas no pagamento de impostos e tem a intenção de ter bitcoin em seu tesouro
Eduardo Paes lidera movimento de inovação na prefeitura do Rio (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Eduardo Paes lidera movimento de inovação na prefeitura do Rio (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
C
Cointelegraph Brasil

Publicado em 30/03/2022 às 10:30.

Última atualização em 31/03/2022 às 10:57.

No início do ano, na primeira demonstração de sua disposição de incorporar as criptomoedas à economia carioca, o prefeito Eduardo Paes (PSD-RJ) anunciara que a prefeitura tinha intenção de aplicar 1% do Tesouro do munícipio em bitcoin.

Na última sexta-feira, quando oficialmente foi divulgado que a partir do Rio de Janeiro os contribuintes da capital fluminense poderão pagar impostos municipais com criptomoedas, a proposta sequer foi mencionada, deixando implícito que a ideia teria sido arquivada pela administração de Paes.

(Mynt/Divulgação)

No entanto, nesta terça-feira, 29, a prefeitura reafirmou sua intenção de adicionar criptomoedas ao Tesouro Municipal, informou reportagem do InfoMoney. Antes de ser efetivada, a política precisa "ser estudada com atenção", afirmou o comunicado da prefeitura. A nota vai além e menciona o risco inerente aos criptoativos como uma das barreiras à incorporação imediata de ativos digitais às reservas do município:

“Neste primeiro momento, o município criou o Comitê Municipal de Criptoinvestimentos, que trabalha em uma metodologia de investimento em cripto, estruturada em análise de risco e rentabilidade, considerando regras e limitações da administração no uso do dinheiro público”.

A intenção de adicionar bitcoin ao Tesouro Municipal fora dada durante o Rio Innovation Week, em um painel em que Paes foi acompanhado pelo prefeito de Miami, Francis Suarez, conhecido por suas iniciativas favoráveis às criptomoedas. Na ocasião, Paes afirmou também que o Rio viria a ter seu próprio ativo digital nos mesmos moldes do Miami Coin.

Até então chefiada por Chicão Bulhões, que acaba de se licenciar para disputar as eleições, a secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação do Rio vem trabalhando ao lado da agência de promoções InvestRio para transformar o Rio em um pólo de inovação tecnológica e financeira, no qual a indústria de criptomoedas terá um lugar de destaque.

Horas de depois do anúnico da prefeitura de que passaria a aceitar pagamentos de impostos em criptomoedas, Changpeng Zhao, CEO da Binance, firmou compromisso, via Twitter, de abrir o primeiro escritório oficial da corretora no Brasil no Rio.

Anteriormente, no início deste mês, já havia sido anunciado que, através de uma parceria entre as administrações municipal e estadual e a Nasdaq, a cidade ganhanria uma bolsa de negociação de créditos de carbono ainda este ano.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok