Future of Money

Província da Argentina planeja emitir sua própria criptomoeda

A stablecoin, se emitida, será utilizada para financiamentos e transações entre entidades públicas e privadas da região de Misiones

Argentina (Stockbyte/Getty Images)

Argentina (Stockbyte/Getty Images)

De acordo com um comunicado oficial publicado pela Secretaria da Fazenda de Misiones no dia 15 de julho, a província argentina promulgou uma lei autorizando a criação de uma stablecoin própria, o que permitirá a criação de uma nova ferramenta para financiamentos e transações na região.

O projeto foi aprovado pela Câmara dos Deputados de Misiones e está sendo estudado por um grupo interdisciplinar que inclui Adolfo Safrán, o ministro da fazenda da província.

“Misiones é a primeira província no país a sancionar um quadro conceitual para desenvolver tais ferramentas digitais que estão transformando as finanças e a gestão pública e privada em nível global”, diz a declaração.

Ainda não está claro se a stablecoin - tipo de criptomoeda que é lastreada por ativos reais como ouro ou dólar e que, por isso, tem seu preço atrelado a eles - da província utilizará uma blockchain própria ou se utilizará uma rede pré-existente para seu funcionamento.

A nova lei procura implementar a tecnologia blockchain “com o objetivo de digitalizar informações de forma confiável, transparente, segura, rastreável, e principalmente, ecologicamente amigável”. A tecnologia será utilizada em green bonds, ou títulos verdes que irão rastrear a pegada de carbono absorvida diariamente pelas florestas de Misiones.

Texto traduzido e republicado com autorização da CoinDesk

 

 

 

Acompanhe tudo sobre:ArgentinaBlockchainCriptomoedas

Mais de Future of Money

Governo da Alemanha movimenta mais de R$ 2 bilhões em bitcoin e gera temor no mercado

'CEO mais odiado dos EUA' é descoberto como criador de falsa criptomoeda 'oficial' de Donald Trump

Vale do Silício: lugar certo para acelerar ideias e projetos; veja as oportunidades para startups

Grandes investidores vendem R$ 6 bilhões em bitcoin em 2 semanas

Mais na Exame