Acompanhe:

A empresa de inteligência de negócios MicroStrategy comprou 16.130 bitcoins ao longo de novembro, elevando seu total de ativos para mais de US$ 6 bilhões (R$ 30 bilhões, na cotação atual). Ao todo, a companhia desembolsou cerca de US$ 600 milhões (R$ 3 bilhões) para realizar as aquisições ao longo do último mês.

Em um anúncio na última quinta-feira, 30, o co-fundador da MicroStrategy, Michael Saylor, disse que a empresa adquiriu os ativos por aproximadamente US$ 593,3 milhões — um preço de US$ 36.785 por unidade. Em 29 de novembro, a companhia reportou que possuía 174.530 unidades da criptomoeda — avaliados em cerca de US$ 6,6 bilhões na época da publicação — a um preço de US$ 37.726 por unidade.

A MicroStrategy tem comprado grandes volumes de bitcoin desde que anunciou que adotaria a criptomoeda como seu ativo de reserva do tesouro em agosto de 2020. O último anúncio de Saylor sobre aquisições foi em setembro, quando informou que a empresa comprou 5.445 unidades da criptomoeda por aproximadamente US$ 147 milhões.

O anúncio da compra do ativo pela MicroStrategy ocorreu ao mesmo tempo em que o preço da criptomoeda disparou cerca de 10% em novembro. Já a empresa reportou um ganho de US$ 900 milhões em suas reservas do ativo no terceiro trimestre de 2023, com o CEO Phong Le sugerindo na época que a empresa continuaria a fazer compras consistentes.

Ações da MicroStrategy em alta

As ações da MicroStrategy estão entre as mais beneficiadas no mercado pela disparada recente no preço do bitcoin. A valorização dos papéis da empresa de tecnologia após os ganhos da criptomoeda refletem novamente o sucesso - até o momento - da estratégia da companhia em relação ao ativo.

Dados do Yahoo Finance apontam que as ações da MicroStrategy negociadas na bolsa de Nasdaq, nos Estados Unidos, acumulam uma valorização de 18,9% entre o dia 1º de novembro e a última segunda-feira, 27. Já no acumulado de outubro, os ganhos são de 28,97%. Considerando o desempenho em 2023, a alta é ainda maior: a ação passou de US$ 250 em janeiro para os US$ 500 atuais, subindo mais de 100%.

Os dados apontam ainda que os papéis atingiram na semana passada o maior valor de 2023, chegando aos US$ 513. O número é, também, o maior preço registrado para as ações desde março de 2022, quando ela chegou a ultrapassar os US$ 525. Desde então, porém, o ativo vinha acumulando perdas, acompanhando o próprio desempenho do bitcoin.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Bitcoin atinge maior preço da história em relação ao euro e à libra; entenda
Future of Money

Bitcoin atinge maior preço da história em relação ao euro e à libra; entenda

Há 3 horas

Bitcoin ultrapassa US$ 65 mil e bate novo recorde: máxima histórica pode vir antes do halving?
Future of Money

Bitcoin ultrapassa US$ 65 mil e bate novo recorde: máxima histórica pode vir antes do halving?

Há 4 horas

Binance vê "ano de transformação" após polêmicas em 2023 e quer virar página de acordo nos EUA
Future of Money

Binance vê "ano de transformação" após polêmicas em 2023 e quer virar página de acordo nos EUA

Há 5 horas

Possível cessar-fogo em Gaza, inflação turca e Bitcoin a US$ 65 mil: 3 assuntos que movem o mercado
seloMercados

Possível cessar-fogo em Gaza, inflação turca e Bitcoin a US$ 65 mil: 3 assuntos que movem o mercado

Há 6 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais