Future of Money

Mais de 1.000 novas criptomoedas foram criadas só no primeiro mês de 2022

Média de criptoativos criados por dia chega a 33 em janeiro, superando a marca de 2021, quando o mercado estava em alta e mais movimentado; total de ativos digitais em circulação supera 17 mil

Para efeitos de comparação, em primeiro de janeiro de 2021, 8.153 criptomoedas estavam em circulação. No último dia do ano, esse número praticamente dobrou: 16.223. (dulezidar/Getty Images)

Para efeitos de comparação, em primeiro de janeiro de 2021, 8.153 criptomoedas estavam em circulação. No último dia do ano, esse número praticamente dobrou: 16.223. (dulezidar/Getty Images)

O ano de 2021 ficou marcado pelo crescimento do mercado cripto, que teve como consequência o aparecimento de um número recorde de entrada de novas criptomoedas em circulação. E se no ano passado mais de 8.000 ativos digitais diferentes foram criados, em 2022 as coisas parecem que vão seguir pelo mesmo caminho, rumo a um novo recorde: somente no primeiro mês de 2022, mais de 1.000 novos criptoativos já foram lançados e estão em negociação.

Segundo dados do CoinMarketCap compilados pelo site Finbold, o número de ativos digitais em circulação no dia 1º de janeiro era de 16.238. No dia 31 do mesmo mês, esse número aumentou para 17.240, ou seja, um aumento de 1.002 criptomoedas somente nos primeiros 30 dias do ano. Isso equivale a quase 33 novos ativos digitais sendo criados todos os dias.

Esse número mostra não apenas o quanto o mercado de criptoativos está crescendo, mas também uma certa falta de controle no lançamento de projetos e ativos em blockchain, o que deve acender um sinal de alerta nos investidores, especialmente naqueles ávidos por risco e pela promessa de lucros tão rápidos quanto altos.

Ao investir em ativos desconhecidos ou recém-criados, é importante ter certeza de seus fundamentos, sua utilidade, entre outros fatores que podem fazer daquilo uma boa aposta - e a enorme quantidade de ativos criados, junto ao baixo número dos que de fato prosperam e valorizam, é prova de que a situação exige cuidado e atenção.

Nos dois primeiros dias de fevereiro, o número de ativos em circulação já havia subido para 17.275, mantendo a média de novos ativos criados por dia muito alta e indicando o número deve continuar crescendo ao longo do ano. O movimento pode ser considerado inesperado, tendo em vista que o crescimento no número de criptoativos observado em 2021 teve como força motriz a grande valorização do mercado cripto, que não se manteve neste início de 2022.

Para efeitos de comparação, em primeiro de janeiro de 2021, 8.153 criptomoedas estavam em circulação, valor que foi praticamente dobrado até o último dia do ano, quando passou de 16.200.

Em média, 21 novos ativos foram criados por dia em 2021, ou seja, se a média de 33 moedas diárias de janeiro se mantiver ao longo de 2022, o crescimento da lista de criptoativos em circulação será ainda maior.

Apesar do aumento no número de criptomoedas, o valor de mercado total, somando todos os ativos em circulação, está bem abaixo dos patamares de 2021. No final de janeiro, era de 1,7 trilhão de dólares, contra os mais de 2,26 trilhões de dólares do final do ano passado, quando o valor já era inferior à máxima histórica do mercado, de cerca de 3 trilhões de dólares registrada em novembro.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinBlockchainCriptoativosCriptomoedasEthereum

Mais de Future of Money

Análise: após decisão monetária do Fed, bitcoin segue em tendência de alta

Investir em bitcoin é a “forma mais fácil de ficar milionário”, diz autor de Pai Rico, Pai Pobre

Trump se apresenta como "criptopresidente" e diz que quer "bitcoin feito nos EUA"

Bitcoin dispara após divulgação do CPI: há esperanças para corte nos juros nos EUA?

Mais na Exame