Acompanhe:

De acordo com a empresa de cibersegurança dos Estados Unidos, Recorded Future, hackers norte-coreanos roubaram cerca de US$ 3 bilhões em criptomoedas desde 2017, sendo que mais da metade desse valor foi roubado apenas no último ano.

A Recorded Future indicou em um recente relatório que a quantia de criptomoedas roubadas equivale a aproximadamente metade dos gastos militares totais da Coreia do Norte para o ano:

"Atores de ameaça norte-coreanos foram acusados de roubar cerca de US$ 1,7 bilhão em criptomoedas somente em 2022, uma quantia equivalente a aproximadamente 5% da economia da Coreia do Norte ou 45% de seu orçamento militar."

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Além disso, a quantia roubada ultrapassa a renda anual total proveniente das exportações do país por uma margem considerável.

"Essa quantia é também quase 10 vezes maior que o valor das exportações da Coreia do Norte em 2021, que foi de US$ 182 milhões," afirmou o relatório.

Foco inicial na Coreia do Sul

Enquanto isso, explicou-se que hackers norte-coreanos inicialmente miraram a Coreia do Sul por suas criptomoedas antes de expandirem seu foco para o resto do mundo:

"Os operadores cibernéticos norte-coreanos mudaram seu foco de finanças tradicionais para essa nova tecnologia financeira digital, inicialmente visando o mercado de criptomoedas sul-coreano antes de expandirem significativamente sua abrangência global."

Observou-se que o apoio do governo norte-coreano resultou em uma expansão significativa na escala da operação ilícita.

"O respaldo estatal permite que os atores de ameaça norte-coreanos ampliem suas operações além do que é possível para cibercriminosos tradicionais," declarou o relatório.

Em notícias recentes, o Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro dos EUA impôs sanções ao serviço de mistura de criptomoedas Sinbad, alegando que a plataforma facilitou a lavagem de dinheiro para o grupo Lazarus baseado na Coreia do Norte.

De acordo com um relatório da ONU, os ataques cibernéticos foram mais sofisticados em 2022 do que nos anos anteriores, tornando o rastreamento de fundos roubados mais difícil do que nunca.

Enquanto isso, a empresa de análise de blockchain Chainalysis rotulou os sindicatos de cibercriminosos como os "hackers de criptomoedas mais prolíficos nos últimos anos."

Adicionalmente, a Chainalysis observou que hackers vinculados à Coreia do Norte estavam movendo fundos por meio de mixers de criptomoedas como Tornado Cash e Sinbad a uma taxa muito maior do que outros grupos criminosos.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Da centralização à revolução SocialFi: como a tecnologia blockchain está moldando as redes sociais
Future of Money

Da centralização à revolução SocialFi: como a tecnologia blockchain está moldando as redes sociais

Há 16 horas

ETFs de bitcoin: o que não te contam
Future of Money

ETFs de bitcoin: o que não te contam

Há 17 horas

Fiesp quer incentivar adoção de blockchain na indústria e lança material sobre tecnologia
Future of Money

Fiesp quer incentivar adoção de blockchain na indústria e lança material sobre tecnologia

Há um dia

Reddit investe em bitcoin e outras duas criptomoedas, revela pedido de IPO
Future of Money

Reddit investe em bitcoin e outras duas criptomoedas, revela pedido de IPO

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais