Future of Money

Finanças descentralizadas ainda não representam um 'risco significativo', aponta regulador da UE

A Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados argumentou que o mercado DeFi ainda era pequeno para representar quaisquer riscos consideráveis para a estabilidade financeira geral, mas deveria ser monitorado

illustration Geometric abstract background with connected line and dots,Futuristic digital background for Science and technology (Getty Images/Reprodução)

illustration Geometric abstract background with connected line and dots,Futuristic digital background for Science and technology (Getty Images/Reprodução)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 15 de outubro de 2023 às 11h00.

As finanças descentralizadas (DeFi) ainda não representam um risco significativo para a estabilidade financeira global, mas requerem monitoramento, de acordo com o regulador de mercados financeiros e valores mobiliários da União Europeia.

Em 11 de outubro, a Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados (ESMA) divulgou um relatório intitulado "Finanças descentralizadas na UE: Desenvolvimentos e Riscos". Além de discutir os benefícios e riscos do ecossistema emergente, o regulador concluiu que ainda não representa um risco considerável para a estabilidade financeira.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

"Os mercados de criptoativos, incluindo DeFi, não representam riscos significativos para a estabilidade financeira neste momento, principalmente devido ao seu tamanho relativamente pequeno e aos canais limitados de contágio entre os mercados financeiros de criptomoedas e tradicionais."

yt thumbnail

O valor total de mercado das criptomoedas é pouco mais de 1 trilhão de dólares, e o valor total bloqueado (TVL) em DeFi é apenas 40 bilhões de dólares, de acordo com o DefiLlama. Em comparação, o total de ativos das instituições financeiras da UE era de cerca de 90 trilhões de dólares em 2021, segundo a Comissão Europeia.

O relatório indicou que o mercado total de cripto é aproximadamente do mesmo tamanho que o 12º maior banco da UE, ou 3,2% do total de ativos detidos pelos bancos da UE.

A ESMA também analisou várias contaminações cripto de 2022, incluindo o colapso do ecossistema Terra e da FTX, observando que esse "momento Lehman" das criptomoedas ainda não teve "impacto significativo nos mercados tradicionais".

Características e vulnerabilidades

No entanto, o regulador observou que DeFi tem características e vulnerabilidades semelhantes às finanças tradicionais, como descompasso de liquidez e maturidade, alavancagem e interconexão.

Também destacou que, embora a exposição dos investidores ao DeFi ainda seja pequena, ainda existem riscos sérios para a proteção dos investidores devido à "natureza altamente especulativa de muitos acordos DeFi, importantes vulnerabilidades operacionais e de segurança e à falta de uma parte responsável claramente identificada".

Alertou que isso poderia "se traduzir em riscos sistêmicos se o fenômeno ganhasse tração significativa e/ou se as interconexões com os mercados financeiros tradicionais se tornassem materiais."

Além disso, o relatório identificou um "risco de concentração" associado às atividades DeFi.

"As atividades DeFi estão concentradas em um pequeno número de protocolos", observou, acrescentando que os três maiores representam 30% do TVL.

"A falha de qualquer um desses grandes protocolos ou blockchains poderia reverberar por todo o sistema", afirmou.

O regulador está prestando muito mais atenção ao DeFi e aos mercados de criptomoedas após a publicação de seu segundo documento consultivo sobre as regulamentações de Mercados em Criptoativos (MiCA) no início deste mês.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Acompanhe tudo sobre:DeFiCriptoativosUnião Europeia

Mais de Future of Money

Por que as marcas não podem ignorar o blockchain: a transformação da interação com o consumidor

A solução para as barreiras de liquidez global nos investimentos

Investidores institucionais não acreditam em alta do bitcoin no curto prazo, aponta relatório

Dolce & Gabbana é processada nos EUA após problemas em coleção de NFTs

Mais na Exame