Future of Money

Drex possibilitará produtos e serviços 'mais eficientes e justos', diz presidente da Cielo

Executivo afirma que haverá novas oportunidades de modelos de negócio tanto para a Cielo quanto para empreendedores

BB e Bradesco planejam adeus de Cielo à bolsa (Cielo/Reprodução)

BB e Bradesco planejam adeus de Cielo à bolsa (Cielo/Reprodução)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 9 de novembro de 2023 às 09h40.

Última atualização em 10 de novembro de 2023 às 11h11.

O Banco Central está desenvolvendo o Drex, a moeda digital brasileira. Com previsão de lançamento no final de 2024, o projeto tem foco no atacado e já está em fase de testes em um projeto piloto. Para Estanislau Bassols, presidente da Cielo, o Drex vai possibilitar produtos e serviços “mais eficientes e justos”, além de uma série de outras vantagens.

A empresa que ganhou destaque no Brasil por suas maquininhas de cartão, não pretende ficar de fora da inovação das moedas digitais. Em entrevista exclusiva à EXAME, Bassols contou que a Cielo está acompanhando o desenvolvimento do Drex.

  • Este conteúdo é parte do "Especial: Real Digital", que tem apoio da Mynt e patrocínio de Aarin Tech-Fin e Febraban. Para saber mais e acompanhar todos os conteúdos exclusivos com quem mais entender de Drex no Brasil, acesse a página do evento na EXAME clicando aqui. 

“Estamos acompanhando o projeto do Drex e vimos que já evoluiu na simulação de vários tipos de operações, tanto no atacado quanto no varejo, como criação de carteiras, emissão e eliminação de Drex e transferências simuladas entre instituições e clientes. Por meio dos contratos inteligentes disponíveis, vemos que o piloto está progredindo no grau de maturidade das transações e evoluções relativas às soluções de privacidade”, disse o executivo. A empresa também desenvolveu um estudo sobre o Drex.

“Observamos que o projeto do Drex está estimulando diferentes segmentos do mercado, principalmente financeiro, ao explorar a tecnologia blockchain e sua aplicação. A Cielo acredita que os avanços, compartilhados de forma recorrentes pelo Banco Central, contribuem para que as empresas possam repensar suas estratégias levando em consideração a moeda digital, a tecnologia blockchain e os benefícios que elas podem trazer”, acrescentou.

Vantagens do Drex

Muitos executivos de grandes empresas já comentam sobre as possibilidades da tecnologia no mundo das finanças e as formas com que o Drex pode mudar a vida do brasileiro.

Bassols menciona uma possível redução na incidência de delitos como lavagem de dinheiro e fraudes, a criação de novas oportunidades de modelos de negócio, produtos e serviços mais eficientes e justos, além da inclusão financeira.

“O Drex pode, por exemplo, ajudar a reduzir a incidência de delitos de lavagem de dinheiro, combate ao crime e prevenção a fraudes. Percebemos que o Drex visa fomentar a competição e resiliência do mercado a partir de novas oportunidades de modelos de negócio, que permitem que produtos e serviços mais eficientes e com precificações mais justas sejam oferecidos para os usuários. Além disso, a moeda digital contribui para o aumento da inclusão financeira da população, com acesso mais democrático aos benefícios da digitalização da economia a cidadãos e varejistas”, explicou.

“Entendemos que a tecnologia do Drex pode eliminar intermediários e etapas de processos burocráticos, como na compra de imóveis e automóveis, tornando mais simples para o comprador, seja pessoa jurídica ou física. O processo não perde a sua essência em segurança e confiabilidade”, acrescentou o executivo.

Drex na Cielo

Na Cielo, o executivo já pensa em explorar as possibilidades do Drex assim que a moeda digital brasileira for lançada, “de forma experimental com o cliente, afinal são os casos de uso que levam ao sucesso e não a tecnologia em si”.

“A partir do nosso estudo sobre o Drex, entendemos que existem possibilidades de oferecer novos serviços e produtos, e de explorar a melhoria e eficiência de processos em serviços e produtos já existentes. Estas possibilidades serão direcionadas de acordo com o atendimento de necessidades dos nossos clientes”, concluiu Bassols, à EXAME.

Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Acompanhe tudo sobre:Especial: Real DigitalDrex (Real Digital)Cielo

Mais de Future of Money

Investidores lucram até 1.600% com criptomoeda meme de Donald Trump

Presidente da SEC critica projeto de lei nos EUA que mudaria regulação de criptomoedas

Hong Kong proíbe operações do Worldcoin, projeto de "identidade digital" de Sam Altman

Banco Central prorroga piloto do Drex e anuncia nova fase de testes

Mais na Exame