Com 35 milhões de usuários, exchange Coinbase entra com pedido para IPO

Uma das maiores exchanges de criptoativos do mundo, Coinbase anuncia entrada de documentação para dar início à sua oferta inicial de ações nos EUA
 (SOPA Images/Getty Images)
(SOPA Images/Getty Images)
Por Gabriel RubinsteinnPublicado em 18/12/2020 10:45 | Última atualização em 18/12/2020 10:45Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Agora é oficial: após alguns meses de especulação, a exchange de criptoativos Coinbase está perto de sua oferta inicial de ações (IPO). Na noite da última quinta-feira (17), a companhia registrou pedido para a ação na Securities and Exchange Commission (SEC), o órgão regulador de valores mobiliários dos EUA.

"A Coinbase Global, Inc. anunciou hoje que apresentou confidencialmente uma minuta de declaração de registro no Formulário S-1 com a Securities and Exchange Commission (a "SEC"). Espera-se que o Formulário S-1 entre em vigor após a SEC concluir seu processo de revisão, sujeito ao mercado e outras condições", afirmou a companhia.

O "Form S-1" citado no comunicado é o formulário de registro inicial exigido pela SEC para o lançamento de valores mobiliários de empresas públicas com sede nos EUA.

Criada em 2012, a Coinbase é uma das maiores exchanges de criptoativos do mundo, líder do mercado norte-americano e conta com cerca de 35 milhões de usuários. A exchange foi avaliada, em 2018, em cerca de 8 bilhões de dólares.

Os rumores sobre a abertura de capital da Coinbase começaram em julho, quando notícias citavam a intenção da companhia de estrear na bolsa de valores ainda em 2020. Apesar do atraso, o início do processo é prova do amadurecimento da indústria cripto em sua busca para se tornar aceito em escala global.

Em 2020, esse movimento se intensificou com a entrada de grande volume de dinheiro institucional no mercado, através de fundos como MassMutual, Guggenheim Partners, suporte de grandes empresas como PayPal e Square, e apoio de investidores de renome como Paul Tudor Jones e Stanley Druckenmiller.