Future of Money

Bitcoin pode ter "verão das finanças descentralizadas" após halving, diz gestora bilionária

Analistas do Bernstein destacam potencial ainda pouco explorado de criação de aplicações de DeFi no blockchain da criptomoeda

Bitcoin teve novo halving no dia 19 de abril (Reprodução/Reprodução)

Bitcoin teve novo halving no dia 19 de abril (Reprodução/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 22 de abril de 2024 às 16h31.

Analistas do Bernstein acreditam que o bitcoin e seu blockchain podem ter um "verão de finanças descentralizadas" após a conclusão do halving da criptomoeda, que ocorreu na última sexta-feira, 19. Para a gestora bilionária, há sinais de um crescimento do segmento de DeFi na rede.

Em um novo relatório divulgada nesta segunda-feira, 22, os analistas afirmam que o Bitcoin "não é mais um blockchain padrão e simples, onde nada acontece além dos investidores poderem transacionar e armazenar criptomoedas". O motivo é o avanço de projetos de finanças descentralizadas.

O exemplo citado pelos analistas foi o lançamento na sexta-feira do Runes, um protocolo que permite criar um novo tipo de token não-fungível (NFT, na sigla em inglês) no blockchain. O lançamento resultou em uma alta demanda e fez as taxas na rede dispararem em poucas horas.

Entretanto, a popularidade do protocolo acabou perdendo fôlego, com taxas e preços voltando a cair nos dias subsequentes. Mesmo assim, os analistas avaliam que o bitcoin estaria passando por um "momento semelhante ao que a Ethereum passou em 2020, quando diversos aplicativos descentralizados e tokens foram lançados, com uma disparada na liquidez e taxas".

O Bernstein acredita que as altas taxas podem não durar muito tempo, mas que o blockchain possui um "potencial de mercado ainda não explorado" na área de criação de tokens, destacando que esse segmento de DeFi é avaliado em mais de US$ 200 bilhões na Ethereum.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

"Apesar do Runes ter sido lançado com mais tokens de memes, com o tempo acreditamos que veremos tokens fungíveis focados em utilidade dentro do Bitcoin", avalia o relatório. Com isso, há uma tendência também de crescimento na receita dos mineradores da criptomoeda devido à alta na atividade.

"Os mineradores estavam em um mercado oficial em baixa antes do halving do bitcoin Isso ocorre porque as recompensas dos mineradores são reduzidas pela metade a cada quatro anos", ressaltam os analitas, se referindo ao evento que ficou conhecido como halving. Na visão deles, porém, o segmento pode ter um cenário mais favorável nos próximos meses.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:BlockchainDeFiBitcoin

Mais de Future of Money

Desenvolvedor se desculpa após roubar mais de R$ 2 milhões em criptomoedas e perder tudo em apostas

"A gente acredita muito no bitcoin", diz CEO do Nubank após área de cripto crescer 1.500%

Bitcoin dispara com dados de inflação nos EUA e cenário macro será "decisivo" para cripto

Worldcoin, projeto de Sam Altman, muda sistema de privacidade e deleta dados de usuários

Mais na Exame