Future of Money

"A gente acredita muito no bitcoin", diz CEO do Nubank após área de cripto crescer 1.500%

Fundador do Nubank destacou que banco pretende ampliar projetos na área de criptomoedas ao longo dos próximos meses

Nubank tem expandido iniciativas com criptomoedas (Nubank/Divulgação)

Nubank tem expandido iniciativas com criptomoedas (Nubank/Divulgação)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 15 de maio de 2024 às 17h05.

Última atualização em 15 de maio de 2024 às 17h07.

O fundador e CEO global do Nubank, David Vélez, afirmou que o banco digital "acredita muito" no potencial do bitcoin e pretende ampliar sua estratégia e projetos para o mercado de criptomoedas em 2024. O executivo falou sobre o tema para o site Cointelegraph Brasil durante um evento nesta quarta-feira, 15.

Vélez também comentou sobre a divulgação de um levantamento que cita o banco digital e outras empresas brasileiras entre as instituições financeiras mais amigáveis a criptomoedas ao redor do mundo e destacou que possui uma visão favorável ao bitcoin, maior cripto do mercado.

"Recentemente, a gente apareceu como um dos bancos mais amigáveis do bitcoin do mundo. Estou super orgulhoso dessa janela. A gente acredita muito no bitcoin. Há alguns criptoativos, eu não diria que todos, pois existe uma grande variedade de ativos, mas tem muita cosia que a gente nunca ofereceria para nossos clientes. Por isso quando a gente olha para cripto, a gente escolhe muito os ativos que serão incorporados no Nubank", disse.

Vélez destacou que o Nubank só lista "criptomoedas que a gente compraria" e por isso a instituição não terá 20, 30, 40 ou mais criptoativos listados, focando em oferecer para os seus clientes um conjunto menor de ativos digitais. No momento, o banco já disponibiliza alguns ativos para investimento em seu aplicativo.

"Nossa estratégia com cripto é ter apenas as criptomoedas que a gente mesmo compraria com o nosso dinheiro. É o que a gente realmente confia", disse o atual CEO do Nubank.

Segundo ele, dentro dessa linha, o Nubank vai continuar expandindo sua estratégia em cripto. Vélez revelou que, nos últimos 12 meses, o banco observou um crescimento na sua fatia de clientes que passaram a investir em criptomoedas.

Os dados apresentados pelo executivo apontam que, entre março de 2022 e março de 2023, o banco digital teve um crescimento de mais de 1.500% no número de clientes que investem em criptomoedas, chegando ao patamar de 2 milhões de investidores.

Ainda segundo Vélez, ativos digitais, criptomoedas e moedas digitais de bancos centrais (CBDCs, na sigla em inglês) são novas tecnologias que abrem oportunidades de "grandes produtos" para o Nubank.

"A gente vê ativos digitais, cripto, CBDC, Drex, como novas tecnologias que abrem grandes produtos para a gente, uma oportunidade de inovar para nossos clientes. Então, tem muita tecnologia onde a gente vem trabalhando e acho que vamos ter grandes novidades em 2024, nas próximas notícias em relação a como utilizamos essas novas tecnologia", ressaltou.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:NubankBitcoinCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Bitcoin dispara com dados de inflação nos EUA e cenário macro será "decisivo" para cripto

Worldcoin, projeto de Sam Altman, muda sistema de privacidade e deleta dados de usuários

Vanguard anuncia novo CEO pró-bitcoin após críticas contra a criptomoeda

El Salvador usa energia de vulcão para obter R$ 149 milhões em bitcoin

Mais na Exame