Acompanhe:

O Banco Central está desenvolvendo o Drex, a moeda digital brasileira, e selecionou diversas empresas para participar dos testes em seu projeto piloto. No entanto, mais de 700 empresas dos mais variados portes também poderão testar o “real digital” a partir de uma parceria entre a BBChain, especializada em blockchain corporativo e a RTM, hub integrador de tecnologia do mercado financeiro.

A BBChain, que está no projeto piloto do BC em um consórcio com a Microsoft e outras instituições, já havia lançado em julho deste ano uma plataforma de Sandbox para testes controlados do Drex em parceria com a gigante da tecnologia. Agora, com esta nova plataforma, a intenção é ampliar a capilaridade e atingir mais empresas que poderão incorporar a moeda digital brasileira quando ela for lançada.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.

Em um comunicado, as empresas afirmaram querer “democratizar o acesso para que todas as instituições financeiras que precisam compreender e incorporar o novo cenário da moeda digital possam testar a tecnologia de acordo com seu escopo e atuação no mercado”.

O sandbox, um ambiente isolado de testes, poderá ser utilizado pelas empresas para entender melhor o funcionamento da moeda digital e como elas podem adaptar seus produtos e serviços para esta nova realidade, assim como o Banco Central já faz atualmente de forma oficial em seu projeto piloto.

“Grande parte da base de clientes da RTM, com mais de 700 instituições, já utiliza a rede Financial Net para acessar diversos provedores e, agora, também poderão, por meio desta parceria, realizar testes simulando transações em Drex em um ambiente como o do Banco Central. O passo que estamos dando agora é decisivo para nivelar o conhecimento entre o maior número possível de empresas do ecossistema financeiro nacional, com diferentes perfis,
para que consigam trazer seus produtos para o Real Digital com valores que não representem barreira de entrada”, disse André Mello, CEO da RTM.

Vantagens ao adotar o Drex desde o início

O Drex tem previsão de lançamento para o fim de 2024 e as empresas que já tiverem conhecimento sobre a moeda digital poderão ter vantagem competitiva.

Além disso, a plataforma da BBChain com a RTM pode ser utilizada até mesmo pelas empresas que já estão no piloto e precisem de uma rede complementar para exercitar modelos de negócio.

Segundo o comunicado, o Sandbox pode simular: a expansão da modalidade de tokenização de ativos como títulos privados, debêntures, imóveis, automóveis, entre outros; operações com garantia; operações de crédito; além de operações que já estejam efetivadas no mercado financeiro.

Depois do lançamento do Drex em 2024, a intenção é que a plataforma continue sendo útil para empresas que querem adaptar seus negócios sem a necessidade de um time dedicado para isso ou que já utilizem o Drex, mas queiram testar novas funcionalidades.

“Por meio da parceria com a RTM, queremos ir além dos grandes players de mercado que já trabalham há mais de dez anos com moedas digitais. O ideal desse sandbox é preparar as empresas que ainda não estavam a par do Drex para que possam reagir ao novo cenário do mercado financeiro, que vai acontecer no ano que vem”, afirmou André Carneiro, CEO da BBChain.

Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Caixa Econômica vai testar uso do Drex para pagamentos do Bolsa Família
Future of Money

Caixa Econômica vai testar uso do Drex para pagamentos do Bolsa Família

Há um dia

Drex: lançamento do real digital pode atrasar, aponta coordenador do Banco Central
Future of Money

Drex: lançamento do real digital pode atrasar, aponta coordenador do Banco Central

Há 3 dias

Muitos vão desejar ter entrado no Drex assim como no início do bitcoin, diz executivo da Elo
Future of Money

Muitos vão desejar ter entrado no Drex assim como no início do bitcoin, diz executivo da Elo

Há 4 dias

Bancos digitais, Pix, superapps, Drex: digitalização da economia impacta a população brasileira
Future of Money

Bancos digitais, Pix, superapps, Drex: digitalização da economia impacta a população brasileira

Há 2 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais