ESG

Startup de liderança feminina oferece mentorias em programa gratuito de capacitação

Parceria entre empresas busca trazer inovação para mulheres empreendedoras, aulas e palestras exclusivas, além da oportunidade de fazer um pitch de vendas

Empreendedorismo feminino: nova edição do programa Start quer capacitar mulheres de maneira gratuita (Hinterhaus Productions/Getty Images)

Empreendedorismo feminino: nova edição do programa Start quer capacitar mulheres de maneira gratuita (Hinterhaus Productions/Getty Images)

F
Fernanda Bastos

5 de novembro de 2022, 10h01

A B2Mamy, empresa de tecnologia voltada para iniciativas sociais, lança a 60ª edição do programa Start, em parceria com as empresas Litet e Sproutfi, no dia 28 de outubro, na Casa B2Mamy. A iniciativa tem como objetivo promover um programa gratuito de capacitação de empreendedorismo para mães e líderes mulheres com palestras e mentorias. 

Esta edição do evento contará com 3 mil mentoradas, e será voltada para negócios liderados por mulheres em fase operacional, ou seja, negócios que tem como base a tecnologia e estão em fase inicial de desenvolvimento mas que já tenham passado pelo MVP, produto mínimo viável, método de empreendedorismo com várias etapas de para viabilizar um negócio. 

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

As três empresas parceiras irão selecionar 30 startups para uma visitação na Casa B2Mamy com conteúdos, aulas e palestras com mentores no ramo de desenvolvimento de negócios. "Faremos uma edição especial, com convidados especiais e mentores de alto impacto que vão ajudar negócios em fase operacional a buscar resultados tangíveis, escalar e chegar em outro patamar”, explica Dani Junco, CEO e fundadora da B2Mamy.

As selecionadas também terão a oportunidade de se conectar com 300 startups aceleradas no programa e mais de 50 mil integrantes da comunidade B2Mamy pela plataforma da empresa. Além disso, as 6 startups de maior destaque terão a chance de apresentar seu pitch de vendas para uma banca avaliadora e mais de 500 pessoas influentes.

Já para Tiago Barra, diretor de marketing e growth da Sproutfi, as iniciativas da B2Mamy viabilizam a liberdade econômica de mulheres e mães. “Sabemos que no Brasil temos menos de 30% de mulheres investindo na bolsa e apesar de entender que a liberdade econômica passa pelo hábito de investir, precisamos assegurar que as mulheres estão gerando renda para ela e suas famílias. A jornada é longa e estamos juntos para fazer isso acontecer”, conclui Barra.  

Assine a newsletter EXAME ESG, com os conteúdos mais relevantes sobre diversidade e sustentabilidade nos negócios