ESG
Acompanhe:

Sprite se une ao Pacto Global da ONU no Brasil para limpeza de praias e rios

A expectativa é recolher 1 tonelada de resíduos em cada ação, totalizando 24 toneladas ao final do projeto

A marca de bebidas Sprite anuncia uma parceria com o programa Blue Keepers, ligado à Plataforma de Ação pela Água e Oceano do Pacto Global da ONU no Brasil, para a realização de um calendário de ações de limpeza de rios (Martine Perret/ONU Meio Ambiente/Agência Brasil)

A marca de bebidas Sprite anuncia uma parceria com o programa Blue Keepers, ligado à Plataforma de Ação pela Água e Oceano do Pacto Global da ONU no Brasil, para a realização de um calendário de ações de limpeza de rios (Martine Perret/ONU Meio Ambiente/Agência Brasil)

M
Marina Filippe

Publicado em 3 de dezembro de 2022, 10h01.

A marca de bebidas Sprite anuncia uma parceria com o programa Blue Keepers, ligado à Plataforma de Ação pela Água e Oceano do Pacto Global da ONU no Brasil, para a realização de um calendário de ações de limpeza de rios e praias em seis grandes cidades brasileiras: Rio de Janeiro (RJ), Manaus (AM), Fortaleza (CE), Recife (PE), Salvador (BA) e Santos (SP).

As ações serão realizadas ao longo de um ano e contam com o apoio e parceria de Andina, FEMSA e Solar, fabricantes do Sistema Coca-Cola Brasil nestas regiões. A expectativa é recolher 1 tonelada de resíduos em cada ação, totalizando 24 toneladas ao final do projeto.

As ações de limpeza de rios e praias terão início em 11 de dezembro em Recife (PE), seguem em Salvador (BA) no dia 17 de dezembro e ao longo de todo o ano de 2023 nas cidades de Manaus (AM), Fortaleza (CE), Santos (SP) e Rio de Janeiro (RJ).

Cada cidade contará com pelo menos quatro limpezas de mobilização, sensibilização e coleta, sendo que em cada uma delas, Sprite e a iniciativa Blue Keepers se unem para apoiar, fortalecer e dar visibilidade às iniciativas e ONGs locais que já atuam e possuem histórico na limpeza de praias, rios e áreas naturais. Segundo a Sprite, participam do projeto as instituições: Limpa Brasil em Recife, Instituto Fundo Limpo em Salvador, Nossa Iracema em Fortaleza, Remada Ambiental em Manaus, Instituto Eco Faxina em Santos e SOS Lagoas no Rio de Janeiro.

“Desde 2018, nós da Coca-Cola assumimos globalmente o compromisso de tornar 100% das nossas embalagens recicláveis, feitas com pelo menos 50% de conteúdo reciclado, além de contribuir para a coleta, reciclagem e/ou retornabilidade de 100% das embalagens que colocamos no mercado até 2030”, afirma Silmara Olivio, líder de relações corporativas Brasil e Cone Sul da Coca-Cola América Latina.

Outra iniciativa da Sprite foi, em agosto, mudar a embalagem de PET verde para a transparente. Segundo a marca, o fato de não conter pigmentação colorida, faz com que a embalagem tenha maior procura e um valor de mercado de até 25% maior (se comparado às PETs com pigmentação verde) na cadeia de coleta e reciclagem, tornando-as mais circulares.

Parceria com Blue Keepers e o Pacto Global da ONU

A The Coca-Cola Company já é participante do Pacto Global da ONU desde 2018, comprometendo-se e colaborando com os objetivos e premissas da iniciativa com uma série de programas, melhorias e avanços em ESG e sustentabilidade corporativa alinhados aos princípios e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

No Brasil, além de já ter participado e apoiado a realização de iniciativas como evento anual da plataforma “The CEO Water Mandate” e de publicações como “Cases empresariais de sucesso em água e saneamento – ODS6”, a Coca-Cola Brasil passou a aderir formalmente à Rede Brasil do Pacto Global da ONU em 2022 além de co-realizar este programa através da marca Sprite e tornar-se uma das patrocinadoras oficiais da iniciativa Blue Keepers, coalizão que visa a prevenção e combate à poluição por resíduos no mar liderada pela Plataforma de Ação pela Água e Oceano do Pacto Global da ONU no Brasil.

A Blue Keepers é uma iniciativa do Pacto Global da ONU no Brasil, que visa o combate à poluição plástica em rios e oceanos nacionalmente, envolvendo empresas de todos os setores, diferentes níveis de governo e da sociedade civil na preservação do ecossistema. "Estamos na Década do Oceano e o Brasil tem e deve ter cada vez mais protagonismo no tema. As empresas são parte do problema e devem ser parte da solução", diz Carlo Pereira, CEO do Pacto Global da ONU no Brasil.

Desde a década de 1990 a companhia realiza programas de coleta, reciclagem e circularidade de embalagens, que vão desde a ampliação da linha de retornáveis (que hoje representam 34% das vendas na América Latina) até programas como “Reciclar pelo Brasil”, “Recicla Solar” e “SustentaPet”, iniciativas de fomento e apoio à reciclagem que juntas envolvem e apoiam diretamente mais de 300 organizações e cooperativas em 160 cidades brasileiras contribuindo para a coleta e reciclagem de mais de 70 mil toneladas de embalagens PET pós consumo anualmente.

"Neste sentido, a iniciativa com Sprite, Blue Keepers e o Pacto Global na prevenção e combate à poluição em rios e oceanos se conecta à estas iniciativas e programas na medida em que também sensibiliza e engaja cidadãos e consumidores a destinar corretamente as embalagens utilizadas contribuindo para sua circularidade", diz Rodrigo Brito, head de sustentabilidade da Coca-Cola Brasil e Cone Sul.