Sistema B anuncia 54 empresas brasileiras na lista Best for the World

Brasil tem crescimento expressivo na lista global que reconhece Empresas B com melhores práticas sociais, ambientais e de governança; as listadas estão entre as notas 5% mais altas em cada categoria analisada
Sistema B anuncia 54 empresas brasileiras na lista Best for the World (Luis Alvarez/Getty Images)
Sistema B anuncia 54 empresas brasileiras na lista Best for the World (Luis Alvarez/Getty Images)
M
Marina FilippePublicado em 13/07/2022 às 10:00.

A lista global Best For The World, organizada pelo Movimento B, do B Lab e Sistema B Brasil, anuncia a edição 2022 com 54 empresas brasileiras. A lista reconhece as melhores práticas nas 5 dimensões de impacto: comunidade, clientes, meio ambiente, governança e trabalhadores. E assim atesta negócios que equilibram lucro e impacto positivo socioambiental e promovem um sistema econômico mais inclusivo, equitativo e regenerativo.

Receba gratuitamente a newsletter da EXAME sobre ESG. Inscreva-se aqui

O Brasil conta hoje com uma rede de mais de 230 Empresas B Certificadas e 23% delas marcam presença na lista BFTW 2022, ao lado de grandes empresas do mundo como a Patagônia referência em negócios éticos e sustentáveis. O aumento de 38% no número de empresas do Brasil é composto por 11 certificadas em 2021, que já entraram para a rede com um elevado nível de impacto positivo, e com 15 empresas recertificadas, que se comprometeram com a jornada de melhoria de impacto e conseguiram aumentar significativamente sua pontuação.

"O crescimento da participação brasileira na lista atesta que temos no país empresas verdadeiramente comprometidas com a promoção de uma economia sustentável e com o impacto positivo de seus negócios na sociedade e no meio ambiente”, diz Rodrigo Santini, diretor executivo do Sistema B Brasil.

A lista é desenvolvida tendo como referência a pontuação conquistada pelas empresas em comunidade, clientes, meio ambiente, governança e trabalhadores. Ou seja, as cinco áreas analisadas ao realizarem a Avaliação de Impacto B (BIA), ferramenta base para a certificação B.

Cada categoria avalia a conduta de empresas e garante que as mesmas estão comprometidas com o impacto de suas decisões, além de processos claros e éticos de governança. As categorias comunidade, clientes, meio ambiente, governança e trabalhadores são ainda subdivididas para agrupar empresas por faixas de tamanho, para que a comparação seja mais justa. As listadas estão entre as notas 5% mais altas em cada faixa de porte das cinco categorias.

A Best for the World também visa oferecer uma oportunidade para as empresas compartilharem conhecimento, aprendizados e melhores práticas com todo o Movimento B e empresas fora da comunidade, incentivando a inovação e a transformação em todo o setor de negócios.

Brasileiros melhores para o mundo

Repetindo a pontuação reconhecida na BFTW em 2021, a YouGreen voltou a se destacar em duas categorias: nas avaliações de práticas para funcionários e meio ambiente. YouGreen é uma cooperativa que realiza a Gestão Integrada de Resíduos para grandes geradores e trabalha com uma gestão democrática em que todos os cooperados são donos do negócio. Com esta solução, atinge remuneração até três vezes superior à média dos catadores no Brasil.

A categoria Clientes foi a que teve maior representação de Empresas B brasileiras, com 22 classificadas. Os destaques são Viana & Moura, de Pernambuco, Raízes e Welight, de São Paulo, Plantuc, de Minas Gerais, e ManejeBem, de Santa Catarina. A construtora Viana & Moura foi certificada este ano e, em clientes, obteve uma pontuação quase 5 vezes acima da média das demais Empresas B.

“Nosso propósito sempre foi democratizar a realização do sonho da casa própria, com construções que prezam por bem-estar e sustentabilidade. A certificação B aponta que estamos no caminho certo e fortalece a nossa crença e missão. Ter nosso trabalho reconhecido pelo movimento é um orgulho e também uma grande responsabilidade, para inspirar outras empresas da região”, diz  Whilma Lacerda, gerente de sustentabilidade na Viana & Moura.

O Brasil também se destaca na área do meio ambiente. Nesse pilar, 18 Empresas B brasileiras figuram na lista global, com as maiores pontuações sendo conquistadas por MOVIN, Fazenda da Toca e Natura. "Fazer parte do Sistema B é como pertencer a uma família unida em prol de objetivos conjuntos e comuns, em criar benefícios para a sociedade e meio ambiente de forma coletiva", diz Pedro Ruffier, fundador e CEO da Movin.

Em comunidade, fazem parte da lista 2022 Editora MOL, EuReciclo, Gaia, Movimento #euvistoobem, Papel Semente, SITAWI Finanças do Bem e Tobasa - única representante da região norte do país, com sede em Tocantins. Na área relacionada a trabalhadores, seis empresas brasileiras entraram na lista: Carambola, YouGreen, FAMA Investimentos, Apex Capital, Mitsidi e Blockforce.

E em governança, as brasileiras classificadas foram Rise Ventures e All Set Comunicação. "Isso nos dá um reforço positivo de termos investido tanto na governança da Rise nos últimos anos, de todos os pontos de vista possíveis - financeiro, jurídico, transparência, cultura. E com certeza nos faz olhar ainda mais para esse tema de forma constante e evolutiva”, diz Pedro Vilela, CEO da Rise Ventures.

Certificação B

A Certificação B avalia o impacto social e ambiental geral da empresa, não o serviço ou o produto. Para obter a Certificação, uma empresa deve ter uma pontuação de pelo menos 80 pontos na Avaliação de Impacto B, uma avaliação do impacto positivo da empresa, e uma revisão de risco, uma avaliação do impacto negativo; mudanças na estrutura de governança corporativa para ser responsável perante todas as partes interessadas, não apenas acionistas; e ter transparência, permitindo que informações sobre seu desempenho sejam públicas e estejam disponíveis em seu perfil no site da B Lab.

"A Certificação B não é um destino final, é um guia para um plano de desenvolvimento contínuo. Por isso, a lista Best for the World ressalta as melhores práticas como forma de amplificá-las. Nosso objetivo como movimento é promover mudanças estruturais para a implantação de uma economia mais justa, e compartilhar conhecimento e experiência é fundamental para trilhar esse novo caminho", afirma Rodrigo.

Além de promover a certificação e fomentar discussões de temas ligados à ESG  e à implementação desse novo modelo econômico, o Sistema B disponibiliza gratuitamente a BIA para as empresas que querem entender em que ponto estão em sua jornada de impacto e onde podem melhorar.

Em meio ambiente, as empresas brasileiras que fazem parte do Best for the World são MOVIN, Fazenda da Toca, Natura, Dinamica Ambiental, Recicladora Urbana (ReUrbi), Boomera, Okena, EcoPlantas, Arueira Ambiental, Selletiva, Sunew, YouGreen, Iniciativa Agronegócios, NewInc Construtora, Bresco Investimentos, Retalhar, Combio e Faro Energy.

Na categoria clientes, destacaram-se no país Positive Ventures, Raízs, Welight, Din4mo, The Key, Programa Vivenda, Sense-Lab, Plano CDE, Suindara, Magikjc, Movva, Move Social, Viana & Moura, We.flow, 4you2 Idiomas, Trybe, Vox Capital, Yunus, Plantuc, ManejeBem, Criando Consultoria e MOV Investimentos.