ESG

Ranking aponta percepção sobre empresas listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3

Os indicadores da B3 foram incorporados aos atributos da plataforma Real-Time Tracker e calculados de acordo com a porcentagem média de respostas válidas nos três atributos ESG e a partir de entrevistas com aproximadamente 5.000 respondentes de todos os estados do Brasil

Ranking Caliber ESG (Kalawin/Getty Images)

Ranking Caliber ESG (Kalawin/Getty Images)

Marina Filippe
Marina Filippe

Repórter de ESG

Publicado em 26 de maio de 2023 às 07h00.

Última atualização em 31 de maio de 2023 às 19h18.

Um ranking ESG (sigla em inglês para ambiental, social e governança) foi elaborado pela consultoria Caliber com base nas nas percepções da sociedade sobre as 32 empresas listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da bolsa de valores brasileira, a B3.

Na primeira edição, a posição de destaque ficou com a Natura &Co. O segundo lugar é ocupado pela VIBRA Energia, seguida de Engie, WEG e Rede D´or. Complementando a lista das 10 principais empresas há a EDP, Fleury, Ecorodovias, Magalu e CPFL (veja tabela completa a seguir).

“O primeiro ranking Caliber ESG procurou analisar mais de 50% das empresas listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 como forma de entender a percepção da sociedade sobre as empresas destaque da nossa economia”, completa afirma Dario Menezes, diretor executivo da Caliber, consultoria internacional especializada em gestão de Reputação Corporativa.

Segundo o executivo,  escolha do tema se deu pela relevância na sociedade e nas estratégias corporativas. "O tema está presente nas discussões de líderes de governo, executivos, mídia, academia e em toda a sociedade civil que vem demonstrando de forma contundente que o veio para ficar. A temática ESG também está presente no modelo de tomada de decisão dos analistas de mercado: quanto mais responsável for a empresa na condução dos seus negócios, melhor sua avaliação em relação aos seus pares", diz.

Metodologia

Os indicadores da B3 foram incorporados aos atributos da plataforma Real-Time Tracker e calculados de acordo com a porcentagem média de respostas válidas nos três atributos ESG e a partir de entrevistas com aproximadamente 5.000 respondentes de todos os estados do Brasil. As entrevistas foram realizadas, realizadas entre os dias 01 de janeiro a 10 de maio de 2023 em companhias brasileiras de diferentes setores da indústria nacional.

A metodologia foi baseada numa pontuação composta por três questões quantitativas sobre o impacto ambiental, social e governança (comportamento ético). Todas as perguntas foram pontuadas usando uma escala de 1 a 7, com indicações como “Muito Insatisfeito” para o “Muito Satisfeito”. E, em seguida, calculadas  em uma escala de 0 a 100 sem qualquer ponderação ou ajustes. Cada pergunta individual, ao exemplo de "a empresa tem um impacto positivo no planeta?", também recebeu uma pontuação para identificar lacunas entre os 3 elementos ESG.

As vencedoras do ranking Caliber ESG

De acordo com Angela Pinhati, diretora de Sustentabilidade de Natura &Co América Latina, práticas empresariais implementadas sob a lógica ESG contribuem para o desenvolvimento sustentável da sociedade e dos negócios. “Desde a sua fundação, a Natura decidiu transformar desafios socioambientais em oportunidades de negócios. Essa não é uma escolha fácil, mas a nossa jornada mostra que é possível aliar desenvolvimento econômico e geração de impacto positivo”, afirma.

Para Mauricio Bähr, CEO ENGIE Brasil e Presidente do Conselho de Administração da ENGIE Brasil Energia SA., ver a percepção da sociedade é um reconhecimento do trabalho. "Agimos paraa acelerar a transição energética justa, conciliando meio ambiente e desenvolvimento econômico-social, e atentos a uma gestão que dialoga com a sociedade de maneira aberta, diversa e transparente”, diz.

A 32 empresas presentes no ranking Ranking Caliber B3:

AMBEV, Arezzo, AZUL Airlines, Banco do Brasil, Bradesco, Braskem, BRF, BTG Pactual, CCR, Cemig, Cielo, CPFL Energia, DASA, Ecorodovias, EDP, Eletrobras, Engie, Fleury, Itaú, Klabin, Light, Lojas Americanas, Magalu, Marfrig, Natura, Rede D´Or, RENNER, Santander, Suzano, TIM, Vibra e WEG.

Ranking Caliber ESG (Caliber/Reprodução)

Acompanhe tudo sobre:RankingsMês do ESG Exame

Mais de ESG

Satélite ajuda Aegea a vigiar vazamentos e reduzir perdas de água

Ricky Ribeiro, que perdeu os movimentos e se especializou em mobilidade, é destaque em evento em SP

A estratégia por trás do turismo em um dos maiores aterros sanitários da América Latina

O novo plano da Dow para tornar suas fábricas à prova de falta d'água

Mais na Exame