Acompanhe:

Pinterest proíbe publicações com desinformação sobre mudanças climáticas

Pressionada pelo relatório climático divulgado pela ONU, a empresa afirmou, em carta aberta, que vai proibir conteúdos que espalhem desinformação. Entenda o motivo.

Modo escuro

Continua após a publicidade
A preocupação com assuntos de sustentabilidade não é novidade. A sigla ESG vem do inglês Environmental (Ambiental, E), Social (Social, S) e Governance (Governança, G), e foi criada em 2004 pela ONU e pelo Banco Mundial para engajar as empresas nesses temas. (Chesnot / Colaborador/Getty Images)

A preocupação com assuntos de sustentabilidade não é novidade. A sigla ESG vem do inglês Environmental (Ambiental, E), Social (Social, S) e Governance (Governança, G), e foi criada em 2004 pela ONU e pelo Banco Mundial para engajar as empresas nesses temas. (Chesnot / Colaborador/Getty Images)

D
Da redação

Publicado em 18 de abril de 2022 às, 13h54.

Última atualização em 2 de maio de 2022 às, 21h32.

Na última semana, o Pinterest entrou para a lista das empresas comprometidas com as mudanças climáticas, após receber uma carta aberta da The Conscious Advertising Network (CAN)

A mensagem foi endereçada também à presidência da COP 26, à UNFCCC e aos CEOs do Facebook, Instagram, Google, Twitter, TikTok e Reddit e pedia ao Pinterest e a outras grandes empresas de tecnologia que reprimissem, principalmente, a desinformação climática.

Na carta, a CAN diz “O problema que estamos tentando resolver é que muitas das grandes plataformas de tecnologia atualmente não têm políticas de desinformação climática. Em agosto de 2021, um estudo da New Guard e da Comscore descobriu que US$ 2,6 bilhões estavam sendo gastos por grandes marcas anunciando em sites de desinformação. Claramente, há um risco significativo de que a COP 26 possa ser seriamente prejudicada por desinformação ou mesmo que a violência possa ser inspirada por essa desinformação. Isso deve mudar.”

Por que as empresas estão preocupadas, cada vez mais, com sustentabilidade? Clique aqui e entenda.

Para isso, a carta aberta pede às empresas de tecnologia que:

  • Implementem políticas de desinformação sobre o clima que se estendam ao conteúdo, algoritmos e a publicidade;
  • Produza e divulgue um plano empresarial 100% transparente para eliminar a disseminação de desinformação climática em sua plataforma;
  • Compartilhe sua pesquisa interna sobre como a desinformação climática se espalha em sua plataforma com pesquisadores e jornalistas.

O que será proibido postar no Pinterest?

De acordo com a própria rede social em resposta à carta aberta, será proibido dentro da plataforma qualquer tipo de:

  • Conteúdo que negue a existência ou os impactos das mudanças climáticas, a influência humana nas mudanças climáticas ou que as mudanças climáticas sejam apoiadas por consenso científico;
  • Conteúdo falso ou enganoso sobre soluções para mudanças climáticas que contradizem consenso científico bem estabelecido;
  • Conteúdo que deturpe dados científicos, inclusive por omissão ou escolha seletiva, a fim de minar a confiança na ciência climática e nos especialistas;
  • Conteúdo prejudicial falso ou enganoso sobre emergências de segurança pública, incluindo desastres naturais e eventos climáticos extremos.

ESG será o futuro de todas as empresas?

A preocupação com assuntos de sustentabilidade não é novidade. A sigla ESG vem do inglês Environmental (Ambiental, E), Social (Social, S) e Governance (Governança, G), e foi criada em 2004 pela ONU e pelo Banco Mundial para engajar as empresas nesses temas.

O objetivo é beneficiar os negócios, as pessoas e o meio ambiente, sem que as empresas deixem de lucrar por isso. E, cada vez mais, os consumidores e investidores se importam com o tema. Segundo relatório da PwC, 57% dos ativos de fundos mútuos na Europa estarão em investimentos que consideram os critérios ESG até 2025. Ainda, 77% dos investidores institucionais afirmam que planejam parar de comprar produtos não-ESG nos próximos dois anos.

Recentemente, as empresas de tecnologia são as que mais enfrentam pressões para conter a desinformação climática, movimento que provavelmente não vai acabar tão cedo. O Google, por exemplo, anunciou em outubro que deixaria de veicular anúncios em vídeos e conteúdo do YouTube promovendo falsas alegações sobre as mudanças climáticas, embora uma pesquisa do Centro de Combate ao Ódio Digital (CCDH) tenha descoberto que isso não estava sendo 100% seguido.

Outro exemplo é a Meta, que disse no ano passado que começaria a rotular algumas postagens sobre mudanças climáticas com links para seu “Centro de Informações sobre Ciência do Clima”. No entanto, em fevereiro, a CCDH disse que a gigante da tecnologia rotulou somente metade das postagens dos principais editores mundiais de negação climática.

Entenda como o ESG pode afetar os negócios e seus investimentos ainda esse ano

Todas as empresas inovadoras têm uma característica em comum: alto padrão ESG. Isso significa que elas levam a sério as práticas sociais, ambientais e de governança. Afinal, quem não se adapta às transformações repentinas no mundo dos negócios pode ficar para trás.

Pensando nisso, a EXAME Academy desenvolveu um curso completo, chamado ESG: A Revolução da Sustentabilidade, para que você fique por dentro do mercado que está mais em alta em 2022 e promete ser o foco de grandes líderes e investidores nos próximos anos.

O curso é dividido em 4 módulos, confira os conteúdos:

Módulo 1 

  • O que é ESG e seu papel?
  • O E, o S e o G
  • Materialidade
  • Depoimento
  • Estudo de Harvard

Módulo 2

  • Escala de sustentabilidade
  • Benefícios do ESG para empresas
  • Depoimento: Carlo Pereira, Pacto Global
  • Depoimento: Carlo Pereira, Pacto Global

Módulo 3

  • Sustentabilidade mudando negócios
  • Depoimento I: Tadeu Almeida da Repassa
  • Depoimento II: Paulo Batista da Alicerce
  • Depoimento: Ciro Tourinho, da Not Co. Brasil
  • Depoimento: Lemon Energia

Módulo 4

  • Diversidade
  • O profissional da sustentabilidade nas empresas

QUERO SABER MAIS SOBRE O CURSO DE ESG DA EXAME ACADEMY

Últimas Notícias

Ver mais
Google faz teste de ferramenta de IA com jornalistas
Inteligência Artificial

Google faz teste de ferramenta de IA com jornalistas

Há um dia

Produção sustentável no Cerrado pode gerar US$ 72 bi para PIB ao ano, aponta Fórum Econômico Mundial
ESG

Produção sustentável no Cerrado pode gerar US$ 72 bi para PIB ao ano, aponta Fórum Econômico Mundial

Há um dia

Aceleração econômica só é possível ao considerar mudanças climáticas, apontam especialista em Fórum
ESG

Aceleração econômica só é possível ao considerar mudanças climáticas, apontam especialista em Fórum

Há um dia

Notificações e mapas: Google anuncia novidades para o Wear OS
Tecnologia

Notificações e mapas: Google anuncia novidades para o Wear OS

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais