ESG
Apresentado por UNIPAR

Veja o impacto gerado pela Unipar em 55 anos de história

Listamos, a seguir, o legado da companhia que, nas últimas décadas, se tornou um importante ator do setor químico e petroquímico sem deixar de lado o cuidado com as pessoas

 (Unipar/Divulgação)

(Unipar/Divulgação)

EXAME Solutions
EXAME Solutions

EXAME Solutions

Publicado em 28 de maio de 2024 às 12h00.

Última atualização em 28 de maio de 2024 às 12h17.

Tudo sobrebranded-content
Saiba mais

Foram muitos os feitos da Unipar nas últimas décadas. A empresa, comemora 55 anos de operação, no dia 28 de maio. De origem brasileira, se consolidou, ao longo dos anos, como um dos principais grupos privados responsáveis pela instalação e pela expansão da indústria petroquímica no país.

Além da produção de cloro, soda e PVC, a Unipar é responsável pela produção de hipoclorito de sódio, ácido clorídrico, dicloroetano e monocloreto de vinila – esses dois últimos utilizados exclusivamente na fabricação do PVC. Os insumos são usados por diversos setores, como papel e celulose, farmacêutico, construção civil e automotivo – e para inúmeras funções, como no tratamento de água, por exemplo.

Inclusive, como uma das principais fornecedoras de produtos que viabilizam o tratamento de água e esgoto, a companhia tem implementado projetos de cunho social para contribuir com a universalização do serviço, beneficiando principalmente as comunidades do entorno das suas fábricas.

Para manter a engrenagem

Para fazer toda essa química acontecer, a Unipar conta com mais de 1.400 colaboradores diretos divididos em três unidades produtivas – duas delas em São Paulo, nos municípios de Cubatão e Santo André; e outra em Bahía Blanca, na Argentina.

No Brasil, uma quarta fábrica, localizada no Polo Industrial de Camaçari, na Bahia, será entregue até o final de 2024. Juntas, essas unidades permitem que a empresa atenda tanto as demandas internas de mercado como as externas.

Compromisso com a sustentabilidade

O posicionamento estratégico da Unipar, no qual ela defende a longevidade com consistência e importância das pessoas na construção de relações de confiança, diz muito sobre a trajetória e os próximos passos da companhia.

Em 2021, por exemplo, a empresa fez seu planejamento pautado em uma visão de futuro que coloca a sustentabilidade como um dos seus cinco principais pilares, ao lado de crescimento sustentável; excelência operacional; competitividade; equipe e cultura.

ESG na prática

São diversos os desafios e as medidas adotadas pela Unipar para um crescimento sustentável, como a participação em três empreendimentos – Complexo Eólico de Tucano (BA), Complexo Eólico Cajuína (RN) e Lar do Sol (MG) – para gerar energia limpa para suprir a demanda das unidades de Cubatão e Santo André, ambas em São Paulo.

A empresa também vem investindo na modernização de fábricas e equipamentos para reduzir as emissões de CO2 e reduzir o consumo de água e energia.

Projetos sociais

Outra frente ESG que tem peso na Unipar são os investimentos em educação, cultura e esportes. No ano passado, a empresa e seu instituto destinaram aproximadamente R$17 milhões em projetos sociais, somando recursos próprios e incentivados.

Outros projetos apoiados:

  • Mempodera
  • Cubatão Sinfonia
  • Incena
  • Banda Marcial Padre José de Anchieta
  • Festival de Fotografia de Paranapiacaba
  • Orquestra Locomotiva

Fábrica Aberta

Quem quiser ver de perto como acontece toda essa química na Unipar e acompanhar essa história, vale destacar que, desde em 1985, a empresa mantém um programa chamado Fábrica Aberta.

A iniciativa, que desde 2018 é realizada nas três plantas, já recebeu mais de 128 mil pessoas para visitas guiadas.

Acompanhe tudo sobre:branded-content

Mais de ESG

BID Invest, que espera movimentar US$ 102 bi na América Latina, promove evento ESG em Manaus

Dia Mundial dos Oceanos: fonte de água e um retrato do desastre climático

Azerbaijão, sede da COP29, defende acelerar produção de gás (sim, um combustível fóssil)

Summit ESG: grandes empresas devem compartilhar iniciativas sustentáveis com PMEs

Mais na Exame