Acompanhe:

BioElements recebe aporte de US$ 30 milhões do Fundo de Investimentos de Impacto do BTG Pactual

Aporte reforça a estima da BioElements de crescer 83% na América Latina em 2023

Modo escuro

Continua após a publicidade
 (Khanchit Khirisutchalual/Getty Images)

(Khanchit Khirisutchalual/Getty Images)

M
Marina Filippe

Publicado em 16 de janeiro de 2023 às, 14h14.

A empresa chilena de bioplásticos BioElements, focada em biotecnologia e economia circular, acaba de receber um aporte de US$ 30 milhões do Fundo de Investimentos de Impacto do BTG Pactual (do mesmo grupo controlador da EXAME). O objetivo principal dos recursos é a expansão comercial da companhia no Brasil, país em que começou a operar em 2022 e já possui clientes importantes como Privalia e Cornershop, e no México, que é o seu principal mercado de atuação e está mais de 50% da receita. Somente na América Latina, a BioElements prevê crescimento de 83% neste ano.

Segundo a empresa, materiais de plástico convencional precisam de, aproximadamente, 400 anos para se degradar na natureza, as soluções da BioElements se decompõem em um período de 6 a 20 meses.

Isso é possível através de uma tecnologia proprietária desenvolvida pela companhia, a qual é baseada em um biopolímero que funciona como fonte de energia para fungos, bactérias e microrganismos e é capaz de se integrar na economia circular por meio da reciclagem orgânica, ambiental e mecânica.

Os produtos são certificados e estudados por instituições de ensino dos países em que ela atua, como a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), no Brasil. Além da redução na geração de resíduos sólidos, a matéria-prima da BioElements reduz as emissões de gás carbônico em 60% quando comparada a plásticos baseados em combustíveis fósseis (PET/PVC/HDDP).

A empresa também olha para o impacto social do biopolímero: por ser utilizado em qualquer maquinário de plástico convencional, o produto oferecido pela BioElements possibilita que a nova matéria-prima seja incorporada às operações existentes da empresa, sem a necessidade da aquisição de novo maquinário. “Conseguimos preservar a infraestrutura já existente nas fábricas e nos postos de trabalho, uma vez que o maquinário não precisa ser substituído”, afirma Ignacio Parada, CEO e cofundador da BioElements.

"Hoje, 70% das nossas vendas são soluções para o varejo e 27%, soluções industriais: estas serão as chaves para atingir nossa meta ambiciosa de expansão de 83% dos negócios até 2023 na América Latina. O investimento nos possibilitará focar no crescimento das operações no Brasil e no México, podendo até expandir para os Estados Unidos nos próximos anos”, diz Ignacio. De acordo com o executivo, o aporte também impulsiona a área de Pesquisa e Desenvolvimento.

Este é o terceiro investimento do Fundo de Investimentos de Impacto gerido pelo BTG Pactual, que tem como objetivo investir em empresas que buscam maximizar a geração de impacto social e ambiental positivo, intencional e mensurável, além de gerar resultados financeiros robustos, bom desempenho empresarial e integração Ambiental, Social e de Governança (ESG) apropriada.

Últimas Notícias

Ver mais
Grupo Banco Mundial anuncia investimento de U$ 7 bi por ano no Brasil até 2028
Economia

Grupo Banco Mundial anuncia investimento de U$ 7 bi por ano no Brasil até 2028

Há 18 horas

'Coincidência' que fez bitcoin subir após halvings anteriores pode se repetir este ano, aponta BTG
Future of Money

'Coincidência' que fez bitcoin subir após halvings anteriores pode se repetir este ano, aponta BTG

Há 19 horas

Estudo mapeia soluções para o fortalecimento de cadeias produtivas da Amazônia
ESG

Estudo mapeia soluções para o fortalecimento de cadeias produtivas da Amazônia

Há 22 horas

Gestão Sustentável: algumas chaves para criação de valor sustentável
Um conteúdo Bússola

Gestão Sustentável: algumas chaves para criação de valor sustentável

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais