Esfera Brasil
Um conteúdo Esfera Brasil

EMS e Esfera Brasil reúnem autoridades e empresários para debater ciência e inovação na saúde

Evento acontece em Brasília nesta quarta; especialistas vão tratar de oportunidades para o fomento da saúde no País com a presença de Geraldo Alckmin

O ministro do STF, Gilmar Mendes, o vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, e o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, serão palestrantes no fórum (Esfera Brasil/Divulgação)

O ministro do STF, Gilmar Mendes, o vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, e o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, serão palestrantes no fórum (Esfera Brasil/Divulgação)

Esfera Brasil
Esfera Brasil

Plataforma de conteúdo

Publicado em 26 de setembro de 2023 às 18h56.

Última atualização em 27 de setembro de 2023 às 09h34.

O laboratório farmacêutico EMS e a Esfera Brasil realizam o Fórum EMS, em Brasília, para debater o futuro da saúde no País. O evento, que acontece nesta quarta-feira, 27, vai reunir autoridades, especialistas da área de saúde, empresários e representantes do Judiciário para tratar sobre os entraves, mas também oportunidades para o setor. O fomento à indústria, pesquisa e desenvolvimento estará em pauta no encontro.

O fórum terá entre os palestrantes o vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e Carlos Sanchez, presidente do Conselho de Administração do Grupo NC, conglomerado que tem a EMS como principal empresa.

De acordo com Sanchez, a inovação é vital às empresas e para garantir mais acesso da população a terapias e a um serviço de saúde de excelência no Brasil. “Na EMS, dedicamos 6% do faturamento anual para o nosso Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, o maior e mais moderno da América Latina e que conta com mais de 500 pesquisadores. Consideramos a inovação estratégica e o fator que norteia nossas decisões e frentes de negócios”, afirma o executivo.

O presidente do Conselho da EMS também ressalta que, como um laboratório 100% nacional, “queremos ir além e acreditamos que isso é possível com investimento constante, visão, levantamento de prioridades e discussões como a desse evento, organizado para lançar luz sobre a realidade e o futuro da saúde no Brasil e os grandes desafios em termos, principalmente, de inovação”.

A CEO da Esfera Brasil, Camila Funaro Camargo, lembrou que o Sistema Único de Saúde (SUS) serve de modelo para o mundo. “O Brasil tem expertise em campanhas de vacinação, reúne um amplo parque industrial farmacêutico e está em plena expansão. Investir em inovação significa desenvolvimento para o País, melhora na competitividade e ampliação do acesso à saúde de qualidade”, diz.

Veja também: Com tecnologia e inovação, EMS supera capacidade de produzir mais de 1 bilhão de remédios ao ano

Saiba as diferenças entre medicamentos similares, genéricos e de referência

SUS serve de modelo para o mundo, mas ainda tem de melhorar

Em debate

O Fórum EMS terá três painéis. O primeiro vai discutir a “Propriedade intelectual como fomento à indústria brasileira”, com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Bruno Dantas, o deputado federal pelo Republicanos Hugo Motta, e a juíza federal Márcia Maria Nunes. A desembargadora Daniele Maranhão Costa fará a mediação.

O segundo painel será o de “Pesquisa clínica e os entraves na inovação”. O debate terá nomes como o do senador pelo Progressistas Hiran Gonçalves, o deputado federal pelo MDB Isnaldo Bulhões, o oncologista Fábio Franke e a diretora Meiruze Sousa Freitas, da Segunda Diretoria da Anvisa. O professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro Denizar Vianna será o mediador.

Já o último painel vai tratar do “Complexo industrial da saúde: como e quando o Brasil será considerado o país da inovação?”. Participam o diretor da Terceira Diretoria da Anvisa, Daniel Meirelles, o secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha, a secretária-executiva da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), Daniela Marreco, e a infectologista Luana Araújo. O debate será conduzido pela chefe do Departamento do Complexo Industrial e de Serviços de Saúde do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Carla Reis de Souza.

Acompanhe tudo sobre:Nísia TrindadeSupremo Tribunal Federal (STF)AnvisaGeraldo Alckmin

Mais de Esfera Brasil

Museu das Amazônias terá US$ 800 mil do Banco de Desenvolvimento da América Latina e Caribe

BNDES monta escritório em Porto Alegre para apoio a empresários gaúchos

Utilização de fontes renováveis de energia garante economia de R$ 6,5 mi à Multiplan

Governo já trabalha nos sistemas para apuração e distribuição do IBS e da CBS

Mais na Exame