Tesouro dos EUA anuncia sanções econômicas a produtores de aço do Irã

Segundo o Departamento de Controle de Ativos Estrangeiros, bancos americanos ficam proibidos de realizar transações com as companhias

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou sanções econômicas a produtores de aço e de outros metais do Irã, além da empresa chinesa Kaifeng Pingmei New Carbon Materials Technology, que fornece eletrodos de grafite ao país persa.

"O setor de metais iraniano é uma importante fonte de receita para o regime iraniano, gerando riqueza para seus líderes corruptos e financiando uma série de atividades nefastas", diz o órgão em um comunicado.

Segundo o Departamento de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC) do Tesouro, bancos americanos ficam proibidos de realizar transações com as companhias.

"Além disso, qualquer instituição financeira estrangeira que intencionalmente conduza ou facilite uma transação significativa para ou em nome das pessoas designadas pelo OFAC hoje pode estar sujeita a sanções correspondentes nos EUA", diz a nota. Os ativos dessas empresas que estão nos EUA serão bloqueados.

Dentre as empresas iranianas que sofrerão as punições, estão as siderúrgicas Pasargad Steel Complex e Companhia Holding de Desenvolvimento de Indústrias Minerais e Minas do Oriente Médio (MIDHCO).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.