A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Saída de dólares chega a US$ 5,850 bilhões em agosto

Trata-se da maior saída de dólares líquida desde dezembro de 2012

Brasília - O Brasil registrou em agosto a maior saída de dólares líquida desde dezembro de 2012. No mês passado, o fluxo cambial ficou negativo em US$ 5,850 bilhões. As operações financeiras responderam por uma saída líquida de US$ 3,992 bilhões, diferença entre entradas de US$ 36,621 bilhões e saídas de US$ 40,613 bilhões.

No comércio exterior, o saldo foi negativo em US$ 1,858 bilhão, com importações de US$ 19,697 bilhões e exportações de US$ 17,839 bilhões, de acordo com dados do Banco Central.

Nas exportações estão incluídos US$ 3,136 bilhões em ACC, US$ 4,435 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 10,268 bilhões em outras entradas, de acordo com o Banco Central (BC). A maior saída de dólares anterior, no último mês do ano passado, tinha sido de US$ 6,755 bilhões.

No acumulado do ano até agosto, o fluxo está positivo em US$ 2,238 bilhões, sendo positivo em US$ 14,890 bilhões no comercial e negativo em US$ 12,652 bilhões no financeiro. No mesmo período de 2012, o fluxo total estava positivo em US$ 22,989 bilhões.

Considerando apenas a última semana do mês, entre os dias 26 e 30 de agosto, a saída de dólares do País superou a entrada em US$ 3,102 bilhões. As operações financeiras responderam por uma saída líquida de US$ 2,789 bilhões na semana passada, diferença entre entradas de US$ 8,270 bilhões e saídas de US$ 11,059 bilhões.

O destaque do período foi a saída líquida no financeiro de US$ 2,085 bilhões na segunda-feira, 26. Nos dois dias seguintes, os saldos financeiros ficaram negativos em US$ 901 milhões e US$ 689 milhões. Nos dois últimos dias da semana, positivos em US$ 420 milhões e US$ 467 milhões, respectivamente.

No comércio exterior, o saldo foi negativo em US$ 313 milhões na semana, com exportações de US$ 4,456 bilhões (incluindo US$ 799 milhões de ACC e US$ 1,142 bilhão de Pagamento Antecipado) e importações de US$ 4,769 bilhões.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também