Países emergentes precisam de US$ 1 tri para infraestrutura

O dado consta de um comunicado de várias organizações financeiras mundiais emitido nesta quinta-feira

Brisbane .- O déficit em infraestrutura nos países emergentes e em desenvolvimento é de US$ 1 trilhão anuais, segundo um comunicado de várias organizações financeiras multilaterais emitido nesta quinta-feira no contexto da Cúpula do G20.

"É vital que nós, os bancos multilaterais, trabalhemos juntos para enfrentar o déficit em infraestrutura de US$ 1 trilhão nas economias emergentes e em vias de desenvolvimento", disse o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, em comunicado de imprensa.

A declaração foi assinada pelos diretores do Banco Africano de Desenvolvimento, do Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento, do Banco Europeu de Investimentos, do Banco Interamericano de Desenvolvimento, do Banco Islâmico de Desenvolvimento, do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional.

Os órgãos financeiros multilaterais pediram maiores esforços para se encontrar novas fontes de financiamento para os projetos de infraestrutura e parabenizaram os esforços da Austrália como encarregada da presidência do G20 deste ano, assim como a Iniciativa Mundial em Infraestrutura desse bloco.

Além disso, os diretores financeiros mundiais lembraram que a infraestrutura "é essencial para a luta contra a pobreza e para promover o desenvolvimento inclusivo", assim como enfatizaram sua contribuição anual, de mais de US$ 130 bilhões, em financiamento para esse setor.

Os líderes do G20 se reunirão no fim de semana em Brisbane com o objetivo de impulsionar o crescimento mundial em 2% acima das previsões até 2018, assim como para promover o emprego de qualidade, entre outros.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.