Economia

FGV e BC vão monitorar setor de serviços

Banco Central pretende preencher lacuna de indicadores para medir atividades do setor; primeiro resultado da pesquisa será divulgado na próxima quarta-feira (16)

Serviços como manutenção e reparação de veículos serão monitorados (.)

Serviços como manutenção e reparação de veículos serão monitorados (.)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de junho de 2010 às 17h17.

Brasília - A Fundação Getúlio Vargas e o Banco Central divulgaram nesta quinta-feira (10) que irão monitorar mensalmente o setor de serviços. Antes, a atividade era avaliada apenas pela Pesquisa Anual de Serviços (PAS) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A parceria pretende preencher a lacuna de indicadores para o setor.

O levantamento de dados para compor a série começou em julho de 2008 e o primeiro resultado da pesquisa - que apresenta um retrospecto dos últimos 24 meses - será anunciado na próxima quarta-feira (16). O índice deve apontar, principalmente, a confiança do setor e mostrar seu papel na economia brasileira.

A pesquisa cobrirá 46% do setor de serviços, o que corresponde a um Produto Interno Bruto (PIB) 34% superior ao PIB total da indústria. Os resultados serão divulgados para sete segmentos (ver tabela abaixo). Governo, setor saúde, partes das atividades de ensino, setor financeiro e comércio não estão incluídos na medição.

Tipo de serviçoAtividades incluídas
Serviços prestados às famíliasAlojamento, alimentação, serviços pessoais etc.
Serviços de informaçãoTelecomunicações, atividades de informática etc.
Serviços prestados às empresasServiços de limpeza, técnicos-profissionais etc.
Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correioRodoviário, serviços auxiliares ao transporte etc.
Atividades imobiliárias e de aluguel de bens móveis e imóveisAdministração e corretagem de imóveis, aluguel de veículos e máquinas etc.
Serviços de manutenção e reparaçãoManutenção e reparação de veículos, de objetos pessoais etc.
Outras atividades de serviçosLimpeza urbana e esgoto, agentes de comércio e representação comercial etc.
Fonte: Fundação Getúlio Vargas | Elaboração: EXAME.com

 

Acompanhe tudo sobre:Banco CentralEmpresasFGV - Fundação Getúlio VargasIndicadores econômicosMercado financeiroServiços diversos

Mais de Economia

Brasil exporta 31 mil toneladas de biscoitos no 1º semestre de 2024

Corte anunciado por Haddad é suficiente para cumprir meta fiscal? Economistas avaliam

Qual é a diferença entre bloqueio e contingenciamento de recursos do Orçamento? Entenda

Haddad anuncia corte de R$ 15 bilhões no Orçamento de 2024 para cumprir arcabouço e meta fiscal

Mais na Exame