Economia

FGTS amplia em R$ 28 bi orçamento para financiar a habitação este ano

R$ 24,2 bilhões serão direcionados ao Minha Casa, Minha Vida e R$ 4,64 bilhões vão para linha de crédito Pró-Cotista

FGTS: Conselho Curador ampliou orçamento para habitação (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

FGTS: Conselho Curador ampliou orçamento para habitação (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 25 de julho de 2023 às 14h27.

A pedido do Ministério das Cidades, o Conselho Curador do FGTS ampliou nesta terça-feira, 25, o orçamento do fundo para habitação neste ano em R$ 28,857 bilhões, para R$ 96,957 bilhões.

Do total, R$ 24,2 bilhões vão reforçar a verba para o programa Minha Casa, Minha Vida, e outros R$ 4,64 bilhões serão destinados à linha de crédito habitacional Pró-Cotista, que atende trabalhadores que têm conta no Fundo.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo em primeira mão. Inscreva-se no Telegram da Exame

Ao todo, a modalidade Pró-Cotista terá orçamento de R$ 11,35 bilhões, valor recorde, conforme antecipou O GLOBO.

A medida é uma alternativa à redução dos recursos da poupança, principal fonte de financiamento para a classe média. A taxa de juros é 8,66% ao ano, mais a Taxa Referencial (TR) para imóveis de até R$ 1,5 milhão.

Acompanhe tudo sobre:FGTSMinha Casa Minha VidaPoupança

Mais de Economia

IR 2024: como fazer o valor da restituição do imposto de renda render

Como ganhar dividendos em dólar?

Moto elétrica pode trazer economia de R$ 1,4 mil por mês ao entregador, diz 99

Mais na Exame