Economia

Ex-governador do DF José Roberto Arruda deixa a prisão

Decisão de soltura do ex-governador foi tomada por 8 votos contra 5

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h42.

Brasília – O ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda deixou agora há pouco, às 17h20, a Superintendência da Polícia Federal (PF), onde estava preso há dois meses.

 

Ele saiu numa Hyllux prata, mas não foi possível identificar o motorista. Sua mulher, Flávia Arruda, também foi à PF, num Fox vermelho e seu advogado Nelio Machado, num Mercedes prata. Eles seguiram em comboio para a casa do ex-governador no Setor de Mansões Park Way.

 

Na saída do ex-governador da prisão, havia vários manifestantes pró-Arruda em frente à Superintendência da PF e alunos da Universidade de Brasília (UnB), integrantes do Movimento Fora Arruda. Os apoiadores de Arruda comemoram sua saída cantando.

 

O Superior Tribunal de Justiça se reuniu hoje (12) para julgar o voto do ministro Fernando Gonçalves, pela soltura de Arruda. A decisão foi tomada por 8 votos a 5. Outros cinco envolvidos no esquema de arrecadação de dinheiro e distribuição de propina envolvendo empresários e integrantes do alto escalão do governo do DF. O esquema foi desbaratado pela PF, na Operação Caixa de Pandora.

Acompanhe tudo sobre:Brasíliacidades-brasileirasCongressoCorrupçãoEscândalosFraudes

Mais de Economia

Cade dá aval e Petrobras cancela privatização de TBG e 5 refinarias

EUA podem levar mais tempo do que outros países para voltar à meta de 2%, diz membro do Fed

'Indústria brasileira tem que levantar a cabeça e se defender', afirma Mercadante

Dolarização na Argentina: Milei apresenta como pretende transformar a economia do país

Mais na Exame