Economia

Criação de novos impostos é "fake news", diz secretário do Tesouro, sobre novo arcabouço

O secretário de Política Econômica, Guilherme Mello, ressaltou a importância da reforma tributária, em discussão no Congresso Nacional

Ceron reforçou que o crescimento das despesas estará limitado a 70% das receitas já realizadas nos últimos 12 meses (Diogo Zacarias/ Ministério da Fazenda/Flickr)

Ceron reforçou que o crescimento das despesas estará limitado a 70% das receitas já realizadas nos últimos 12 meses (Diogo Zacarias/ Ministério da Fazenda/Flickr)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 30 de março de 2023 às 16h52.

Última atualização em 30 de março de 2023 às 17h45.

O secretário do Tesouro Nacional, Rogério Ceron, afirmou nesta quinta-feira, 30, que o novo arcabouço fiscal não prevê a criação de novos impostos. "Não envolve a criação de novos tributos, é fake news", afirmou, dizendo que têm circulado notícias falsas sobre a criação de novos tributos.

Ele falou que a única previsão de nova tributação, com aumento de alíquota, é em relação ao setor de apostas eletrônicas, já sinalizada pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad. "Não são novos tributos, estamos falando de correção de distorções", disse.

"Jabutis tributários"

Na apresentação da nova regra para controle das contas públicas, Haddad falou que a Fazenda irá enviar ao Congresso novas medidas para acabar com o que chamou de "jabutis tributários" e obter entre R$ 100 bilhões e R$ 150 bilhões para os cofres públicos.

Segundo Ceron, o modelo do novo arcabouço fiscal garante uma melhora fiscal ao longo do tempo quando atrelado a correções no sistema tributário. "A melhora fiscal será mais ou menos intensa de acordo com a recuperação da base tributária", disse.

O secretário de Política Econômica, Guilherme Mello, ressaltou a importância da reforma tributária, em discussão no Congresso Nacional.

Ceron reforçou que o crescimento das despesas estará limitado a 70% das receitas já realizadas nos últimos 12 meses (de julho a junho), de modo a não depender de projeções.

Acompanhe tudo sobre:GovernoGoverno LulaFernando HaddadNovo arcabouço fiscal

Mais de Economia

Bandeira tarifária permanece verde em junho, sem custo extra, decide Aneel

IR 2024: como fazer o valor da restituição do imposto de renda render

Como ganhar dividendos em dólar?

Mais na Exame