Acompanhe:

A China é um dos países com o ecossistema de comércio eletrônico transfronteiriço mais desenvolvido do mundo. O rápido desenvolvimento do e-commerce transfronteiriço nos últimos anos está intimamente relacionado a uma série de políticas e medidas adotadas pelo país para promover o setor.

“O e-commerce transfronteiriço representou 1% do comércio de mercadorias de importação e exportação da China em 2015 e cresceu para 5% em 2022. De janeiro a setembro deste ano, o volume em valores de comércio de importação e exportação de e-commerce transfronteiriço atingiu RMB 1,7 trilhão, um aumento de 14,4% em relação ao mesmo período do ano passado, representando 5,5% do comércio total de mercadorias de importação e exportação durante o mesmo período”, disse recentemente Wang Shouwen, representante de negociações comerciais internacionais e vice-ministro do Comércio da China, segundo informou o "China Securities Journal".

A província de Jiangsu recentemente lançou o “Plano de Ação para Promover o Desenvolvimento de Alta Qualidade do Comércio Eletrônico Transfronteiriço em Jiangsu (2023-2025)”, que visa criar mais de 30 cinturões industriais de comércio eletrônico transfronteiriço, construir mais de 120 parques industriais de e-commerce transfronteiriço, e cultivar mais de 600 empresas no setor com forte competitividade internacional até 2025.

Além disso, o plano enfatiza o desenvolvimento de mais de 100 armazéns públicos no exterior e mais de 100 marcas de exportação de comércio eletrônico transfronteiriço com influência internacional. Em abril deste ano, o Gabinete do Conselho de Estado emitiu a “Opinião sobre a Promoção de uma Escala Estável e Estrutura Otimizada no Comércio Exterior”, enfatizando o desenvolvimento inovador sustentável e saudável do comércio eletrônico transfronteiriço e a promoção ativa do modelo “comércio eletrônico transfronteiriço + cinturão industrial”.

Em maio, o Ministério do Comércio declarou que as regiões da China devem aproveitar as oportunidades de desenvolvimento de seu comércio eletrônico transfronteiriço, promovendo ativamente a construção de zonas de teste abrangentes e criando novos pontos altos para o desenvolvimento inovador do comércio exterior.

Zhao Ping, diretora do Instituto de Pesquisa da Câmara de Comércio Internacional da China, analisa que o e-commerce transfronteiriço está se transformando de uma nova forma de comércio exterior para uma nova normalidade no comércio exterior. Um relatório de pesquisa da plataforma de e-commerce transfronteiriço AliExpress mostra que quase 80% dos comerciantes acreditam que a situação geral das exportações transfronteiriças da China em 2023 é “estável e melhorando”.

O e-commerce transfronteiriço, com vantagens como transações online e cadeias de transação curtas, é favorecido pelas empresas de comércio exterior. A Organização Mundial do Comércio prevê que, até 2026, o comércio eletrônico transfronteiriço global manterá uma taxa de crescimento de 27%. O setor acredita que as oportunidades da indústria de e-commerce transfronteiriço da China são ilimitadas e o futuro é promissor.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Economia brasileira tem alta de 2,45% em 2023, aponta índice do Banco Central
Economia

Economia brasileira tem alta de 2,45% em 2023, aponta índice do Banco Central

Há 3 horas

Prévia do PIB: IBC-Br sobe 0,82% em dezembro e fecha 2023 em alta de 2,45%
Economia

Prévia do PIB: IBC-Br sobe 0,82% em dezembro e fecha 2023 em alta de 2,45%

Há 3 horas

Por que a economia da Rússia não colapsou mesmo com guerra e sanções?
Economia

Por que a economia da Rússia não colapsou mesmo com guerra e sanções?

Há 4 horas

Investimento estrangeiro na China cai ao menor nível em 30 anos
Economia

Investimento estrangeiro na China cai ao menor nível em 30 anos

Há 6 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais