• AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
  • AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
Abra sua conta no BTG

Bolsonaro elogia parceria com a China para a produção de vacinas

Em fala durante a cúpula do Brics, Bolsonaro destacou parceria com a China, apesar das críticas à Coronavac
Segundo Bolsonaro, relações com a China tem se mostrado determinantes para a "gestão adequada da pandemia do Brasil" (Flickr/Marcos Corrêa /PR)
Segundo Bolsonaro, relações com a China tem se mostrado determinantes para a "gestão adequada da pandemia do Brasil" (Flickr/Marcos Corrêa /PR)
Por Agência O GloboPublicado em 09/09/2021 10:29 | Última atualização em 09/09/2021 10:32Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Apesar de repetidamente colocar em dúvida a eficácia da Coronavac, vacina produzida pelo Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac, o presidente Jair Bolsonaro elogiou a parceria com a China durante sua fala na abertura da cúpula virtual do Brics. Na abertura da conferência que reúne os mandatários de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, o presidente destacou a importância da China na campanha de vacinação brasileiro.

Segundo o presidente, as relações com a China tem se mostrado determinantes para a "gestão adequada da pandemia do Brasil'. O presidente, entretanto, fez referência direta apenas aos insumos importados da China e não à Coronavac, desenvolvida no país e criticada por Bolsonaro.

— Esta parceria se tem mostrado essencial para a gestão adequada da pandemia do Brasil tendo em vista que parcela expressiva das vacinas oferecidas à população brasileira é produzida com insumos originários da China — disse Bolsonaro.

A China exporta para o Brasil insumos necessários para as vacinas AstraZeneca, produzidas pela Fiocruz, e Coronavac, produzida pelo Butantan. Esta última já foi diversas vezes atacadas pelo presidente. Na última delas, no último sábado, durante participação na cúpula conservadora CPAC, Bolsonaro afirmou que a Coronavac não tinha comprovação científica, o que é falso, visto que a vacina foi aprovada pela Anvisa, agência de vigilância sanitária do governo federal, exatamente após análise dos estudos que atestaram sua eficácia.

Durante sua fala, o presidente elogiou também os outros países participantes. Em relação à Índia, outro exportador de insumos, Bolsonaro também destacou a parceria sobre a Covid.

— A parceria estratégica vive um excelente momento. Diversos instrumentos estão rendendo frutos e nossa cooperação tem avançado em especial nas áreas de ciência e tecnologia, sobretudo no combate à pandemia de Covid — afirmou.