Economia

Boletim Focus: mercado eleva projeções do IPCA para 2024, 2025 e 2026

Os economistas mantiveram a projeção da Selic para 2024 em 10%

 (vinnstock/Getty Images)

(vinnstock/Getty Images)

André Martins
André Martins

Repórter de Brasil e Economia

Publicado em 27 de maio de 2024 às 08h50.

Última atualização em 27 de maio de 2024 às 08h59.

Os analistas de mercado consultados pelo Banco Central (BC) no Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, 27, elevaram a projeção do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2024 pela terceira semana consecutiva, de 3,80% para 3,86%. A expextativa para a inflação em 2025 também subiu de 3,74% para 3,75%.

O índice é a pricipal referência para medir a inflação brasileira e a nova revisão para cima confirma a desancoragem de expectativas após mudança das metas fiscais, englobando um menor rigor com as contas públicas.

Os economistas também revisaram as projeções do Câmbio para 2024. As projeções da Selic se mantiveram estáveis após semanas consecutivas de alta.

IPCA

O IPCA de 2024 subiu de 3,80% para 3,86% pela terceira semana consecutiva. Um mês antes, a mediana era de 3,73%. Considerando as 109 estimativas atualizadas nos últimos cinco dias úteis, a mediana para 2024 passou para 3,86%.

Para 2025, que também está no foco da política monetária, a projeção subiu de 3,74% para 3,75%. Um mês antes, a mediana era de 3,60%. A projeções para 2026 subiu de 3,50% para 3,58% pela primeira vez após quarenta e seis semanas de estabilidade. A expectativa para 2027 permaneceu a mesma dos últimos 47 boletins.

PIB

A mediana das projeções para o PIB deste ano se manteve estável em 2,05%. Um mês antes, a projeção era de 2,02%.

A projeção para 2025 foi mantida em 2% pela 24ª semana seguida, assim como a de 2026 se manteve em 2% pela 42ª semana.

Selic

Após altas consecutivas, as projeções para a taxa básica de juros, a Selic, se mantiveram estáveis. Para 2024, economistas, esperam uma taxa de 10%.

Na projeção de 2025, os economistas mantiveram a taxa em 9% pela quinta semana. Já em 2026, a Selic aparece em 9% pela segunda semana.

Câmbio

Os economistas do mercado financeiro subiram as expectativas para o dólar de US$ 5,04 para US$ 5,05.

Acompanhe tudo sobre:Boletim Focuseconomia-brasileira

Mais de Economia

Coalizão com 27 frentes parlamentares pede a Pacheco devolução de MP que compensa desoneração

Líderes afirmam que taxação de compras de até US$ 50 retorna à Câmara semana que vem

Vale estuda elevar a 25% teor de biodiesel na mistura com o diesel para caminhões

Governo anuncia 2 parcelas do salário mínimo para trabalhadores no Rio Grande do Sul

Mais na Exame