Economia

Boletim Focus: mercado consolida desancoragem de expectativas de inflação e espera juros mais altos

Os economistas revisaram projeções para o IPCA de 2024 e 2025, para a Selic de 2024 e 2027, e para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2024

Antonio Temóteo
Antonio Temóteo

Repórter especial de Macroeconomia

Publicado em 20 de maio de 2024 às 09h20.

Os analistas de mercado consultados pelo Banco Central (BC) no Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, 20, confirmaram o cenário de desancoragem de expectativas, com projeções de inflação e juros maiores, além de redução na estimativa para o crescimento da economia brasileira.

A projeção para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2024 subiu de 3,76% para 3,80%, a segunda elevação com consecutiva. Para 2025, a alta ocorreu pela terceira semana seguida e passou de 3,66% para 3,74%.

Selic

A desancoragem das expectativas pode sepultar o processo de queda de juros no Brasil. Essa possibilidade ganha força no mercado e começa a se materializar no Focus. A mediana para a Selic subiu pela terceira semana seguida, para 10% ao ano. A taxa está atualmente em 10,5%

Na projeção de 2025, os economistas mantiveram a taxa em 9% pela quarta semana. Já em 2026, a Selic se manteve em 9% e passou para 9% também em 2027. Na prática, serão necessários juros mais altos por mais tempo na economia brasileira.

PIB

A mediana das projeções para o PIB deste ano caiu de a 2,09% para para 2,05. Um mês antes, a projeção era de 2,02%.

A projeção para 2025 foi mantida em 2% pela 23ª semana seguida, assim como a de 2026 se manteve em 2% pela 41ª semana.

Acompanhe tudo sobre:Boletim Focuseconomia-brasileiraBanco Central

Mais de Economia

Boletim Focus: mercado eleva projeções do IPCA, Selic e Câmbio de 2024

PEC promove "privatização" do BC e pode ter custo fiscal ao país, dizem especialistas

Alckmin destaca compromisso do governo com o arcabouço fiscal

Haddad diz que Brasil é uma “encrenca”, mas que tem potencial de ser “grande”

Mais na Exame