Acompanhe:

BC coloca à consulta pública regulação contra lavagem de dinheiro

Instituição afirma que proposta alinha regulação brasileira às recomendações do Grupo de Ação Financeira Internacional

Modo escuro

Continua após a publicidade
Banco Central: Consulta pública está disponível na internet (Ueslei Marcelino | Reuters/Reuters)

Banco Central: Consulta pública está disponível na internet (Ueslei Marcelino | Reuters/Reuters)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 17 de janeiro de 2019 às, 20h16.

Brasília - O Banco Central decidiu submeter à consulta pública, por um prazo de 60 dias, uma proposta para aprimorar a prevenção à lavagem de dinheiro no País. De acordo com o BC, os ajustes trazidos pela proposta buscam aperfeiçoar o modelo de abordagem interna de risco das instituições financeiras, alinhando a regulação brasileira às mais recentes recomendações do Grupo de Ação Financeira Internacional (Gafi).

"Para aumentar a eficiência e a aplicação de inteligência nas ações de prevenção à lavagem de dinheiro e de combate ao terrorismo, o Banco Central do Brasil colocou em consulta pública, por 60 dias, proposta de aprimoramento da regulação sobre a política, os procedimentos e os controles internos adotados pelas instituições reguladas na prevenção contra a utilização do sistema financeiro para a prática dos crimes de lavagem de dinheiro e de financiamento do terrorismo", registrou a instituição na nota.

De acordo com o BC, ao avaliar de forma mais adequada o risco de lavagem de dinheiro em suas atividades, "as instituições poderão implementar controles mais rigorosos para as situações de maior risco".

Assim, conforme a autarquia, a proposta traz a exigência de que as instituições financeiras "adotem procedimentos compatíveis com o grau de exposição ao risco de lavagem de dinheiro, especialmente considerando o perfil dos clientes, dos produtos, dos funcionários, dos parceiros e dos prestadores de serviços terceirizados, que deverão ser classificados em categorias de risco".

Na tarde desta quinta-feira, 17, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, esteve reunido na sede do BC com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e com o atual presidente do Grupo de Ação Financeira Internacional (Gafi), Marshall Billingslea. O Brasil é um dos países que fazem parte do Gafi, mais ainda depende de aperfeiçoamentos para estar totalmente alinhado às melhores práticas internacionais.

A consulta pública está disponível no endereço https://www3.bcb.gov.br/audpub/DetalharAudienciaPage?2. Neste ambiente, é possível inclusive consultar os detalhes da circular proposta pelo Banco Central, com as regras de avaliação de risco a serem adotadas por bancos e instituições financeiras em geral para combater a lavagem e o terrorismo.

Últimas Notícias

Ver mais
Aumenta a confiança da indústria, diz pesquisa da FGV
Economia

Aumenta a confiança da indústria, diz pesquisa da FGV

Há 12 horas

IFI reduz estimativa para dívida bruta em 2024, de 78,8% para 77 7% do PIB
Economia

IFI reduz estimativa para dívida bruta em 2024, de 78,8% para 77 7% do PIB

Há um dia

Blinken diz que Argentina 'pode contar' com EUA para estabilizar sua economia
Economia

Blinken diz que Argentina 'pode contar' com EUA para estabilizar sua economia

Há um dia

Governo prorroga inscrições de programa para participação de mulheres no comércio exterior
Economia

Governo prorroga inscrições de programa para participação de mulheres no comércio exterior

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais