Economia

Banco do Japão mantém taxa de depósitos na faixa de 0% a 0,1%

Na decisão anterior, o Boj elevou os juros primeira vez em 17 anos

Japão: banco central mantém taxa de juro inalterada (Jason Lee/Reuters)

Japão: banco central mantém taxa de juro inalterada (Jason Lee/Reuters)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 26 de abril de 2024 às 07h54.

O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) manteve inalteradas as principais referências que balizam a política monetária do país nesta sexta-feira, 26, como já se esperava.

O banco central japonês manteve a taxa de depósitos na faixa de 0% a 0,1%, na primeira decisão após ter elevado os juros pela primeira vez em 17 anos e abandonado o instrumento de controle da curva de juros (YCC), no mês passado.

O BC do Japão informou ainda que projeta uma inflação em torno da meta de 2% nos próximos três anos.

Em contraste com o Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) e o Banco Central Europeu (BCE), que deverão começar a cortar os juros já neste ano, a discussão no Japão gira em torno da possibilidade de novos aumentos nas taxas.

*Com informações da Dow Jones Newswires.

Acompanhe tudo sobre:Banco CentralJapãoJuros

Mais de Economia

Relação do empresariado com Haddad “esgarçou”, dizem empresários

Há dúvida sobre qual é o impacto do RS no PIB, especialmente no 2º trim., afirma Campos Neto

EUA cria 272 mil postos de trabalho em maio, mais que o esperado, porém desemprego avança

FMI diz que Argentina enfrenta "caminho difícil" para sair da crise e precisa proteger mais pobres

Mais na Exame