Jogo em blockchain viraliza, cresce 800% e criptomoeda do site dispara

Enquanto as maiores criptomoedas seguem estagnadas, tokens ligados a NFTs acumulam alta e recordes nos últimos dias; AXS acumula mais de 455% no mês
 (Axie Infinity/Divulgação)
(Axie Infinity/Divulgação)
G
Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 14/07/2021 às 16:46.

Última atualização em 16/07/2021 às 13:27.

Enquanto as duas maiores criptomoedas do mundo sofrem para recuperar seus movimentos de alta, com bitcoin estagnado há algumas semanas na faixa de 33 mil dólares e o ether com dificuldades para se consolidar acima de 2 mil dólares, ativos digitais relacionados aos NFTs têm experimentado ganhos expressivos nos últimos dias, como o token Axie Infinity Shards (AXS), que ultrapassou a marca de 1 bilhão de dólares em valor de mercado pela primeira vez.

Os ganhos da criptomoeda AXS já passam de 61% nos últimos sete dias e 455% no último mês - no ano, o ativo acumula impressionantes 3.805% de alta, segundo dados do site CoinMarketCap. A AXS é o token nativo do jogo em blockchain Axie Infinity, no qual os jogadores criam, batalham e negociam criaturas virtuais chamadas Axies.

O jogo viralizou nas últimas semanas, fazendo o número de usuários, de transações e de volume de dinheiro movimentado se multiplicarem no último mês - 327%, 401% e 861%, respectivamente, de acordo com o DappRadar. Apenas na última semana, foram quase 200 milhões de dólares (mais de 1 bilhão de reais) movimentados na plataforma, em mais de 356 mil negociações.

Como a AXS é distribuída no game, a sua valorização faz com que participar da plataforma possa se tornar uma atividade rentável, e isso tem se tornado comum em países em desenvolvimento, como o Brasil, onde os jogadores aproveitam a plataforma para buscar uma nova fonte de renda. Essa situação cria um ciclo de valorização - quanto mais pessoas jogam, mais o AXS valoriza; quanto mais o AXS valoriza, mais rentável o jogo e, consequentemente, maior o número de usuários.

Participar da "festa", entretanto, não é tão simples. Com a popularização e aumento da demanda pelas criaturas fantasiosas que protagonizam o jogo, o preço dos Axies também disparou. No momento, o mais barato deles aparece acima de 355 dólares, a serem pagos em ether. Como para participar do jogo é preciso comprar pelo menos três Axies, apenas a entrada na plataforma não sai por menos de mil dólares - ou quase 5.100 reais.

Apesar disso, a criptomoeda tem registrado recordes seguidos de preço nos últimos dias, com sua máxima histórica registrada nesta quarta-feira, 14, acima de 23 dólares pela primeira na história do projeto. Atualmente, o token tem valor de mercado superior a 1,4 bilhão de dólares, o que o coloca entre as 60 criptomoedas mais valiosas do mundo.

Outros tokens ligados a NFT também vivem bom momento

Não é só o token AXS que vive dias de glória no mercado de criptoativos. A Flow, blockchain criada para hospedar plataformas que utilizam a tecnologia dos tokens não-fungíveis, como os populares NBA Top Shot, o CryptoKitties e a recém-lançada plataforma oficial do UFC, entre outros, vê sua criptomoeda nativa - também chamada Flow - em um bom momento, com ganhos de mais de 33% nos últimos 30 dias. O token, negociado atualmente a cerca de 18 dólares, entretanto, ainda está distante da sua máxima histórica de 46 dólares, registrada em abril.

Além dela, nesta quarta-feira, 14, o token da plataforma Alien Worlds, chamado Trilium, ou TLM, opera em alta de mais de 50%, negociado a quase US$ 0,23 - na semana, a alta acumulada passa de 110%. O TLM é a criptomoeda nativa da plataforma que une os universos das finanças descentralizadas (DeFi) e dos NFTs. Assim como o Axie Infinity, também usa o token como recompensa e como moeda para os participantes.

Outros projetos ligados aos NFTs têm vivenciado altas consideráveis nos últimos dias, como The Sandbox (SAND), Origin Protocol (OGN), Ultra (UOS) e Gala (GALA), entre vários outros.

A tecnologia por trás dos tokens não-fungíveis, ou NFTs, se popularizou desde 2020, não apenas com obras de arte digitais, mas também com jogos e outros casos de uso. Não por acaso, grandes empresas e organizações têm adotado o sistema, como os recentes anúncios da American Express e da Conmebol.