Ciência

Sistema chinês de detecção coleta dados efetivos de geleiras de montanha em experimento científico

Os dados obtidos mostram que a reconstrução tridimensional pode refletir a tendência da elevação da superfície da geleira

Um total de 4,6 terabytes de dados válidos foi obtido (Instituto Aeroespacial da Academia Chinesa de Ciências/Divulgação)

Um total de 4,6 terabytes de dados válidos foi obtido (Instituto Aeroespacial da Academia Chinesa de Ciências/Divulgação)

China2Brazil
China2Brazil

Agência

Publicado em 15 de maio de 2023 às 19h42.

Através de um experimento de detecção combinada em andamento, um sistema chinês de detecção remota aérea coleta dados efetivos de detecção de geleiras de montanha.

A Academia Chinesa de Ciências (CAS, na sigla em inglês) e a Universidade de Wuhan estão conduzindo um experimento científico céu-terra para testar a condição das geleiras na Prefeitura Autônoma Tibetana de Haibei, na província de Qinghai, noroeste da China.

O experimento aplicou radares em três faixas – P, L e Frequência muito alta (VHF, na sigla em inglês) – e realizou 11 voos, dos quais sete realizaram tomografia e imagem interferométrica e quatro realizaram imagem em perspectiva.

Um total de 4,6 terabytes de dados válidos foi obtido.

Voo de luz visível

O experimento também envolve a observação de voo de luz visível e lidar da superfície do gelo, a calibração dos instrumentos usados para analisar a superfície do gelo, a medição da espessura da geleira usando radar de penetração no solo e a imagem tridimensional de nuvens com distância visual extra longa.

Os dados obtidos mostram que a reconstrução tridimensional pode refletir a tendência da elevação da superfície da geleira e as linhas de fronteira entre o gelo e a atmosfera, e entre a geleira e a rocha de base. Os pesquisadores usaram os dados para localizar a posição de uma anomalia elétrica que havia sido colocada artificialmente a uma profundidade de 80 metros em um furo de gelo.

O experimento verificou uma técnica abrangente de observação de características de geleiras e testou a viabilidade do experimento conjunto de faixas P, L e VHF. Também obteve dados efetivos, que serão compartilhados pelo Centro Nacional de Dados do Planalto Tibetano da China.

Detecção remota e doméstica de geleiras

Wu Yirong, chefe do Instituto de Pesquisa de Informação Aeroespacial da CAS, reconheceu que o radar VHF do experimento constitui a primeira carga útil de detecção de geleiras aéreas desenvolvida independentemente pelo instituto.

Também é a primeira vez que a aeronave de detecção remota doméstica MA60 voa acima de 4.500 metros em uma área montanhosa.

O experimento é de grande importância para o desenvolvimento da tecnologia de detecção de geleiras na China e para a pesquisa científica sobre mudanças globais, disse Gong Jianya, chefe da Escola de Engenharia de Informação de Sensoriamento Remoto da Universidade de Wuhan. Ele disse que fornecerá uma referência importante para a verificação científica de satélites civis de radar de abertura sintética de banda P.

O experimento começou em 20 de março e está programado para ser concluído até meados de maio.

Acompanhe tudo sobre:ChinaMeio ambiente

Mais de Ciência

Colisão de asteroides é flagrada pelo telescópio James Webb

Componente de protetores solarares encontrado em alimentos gera preocupação nos EUA

Nova promessa de tratamento para Alzheimer avança nos EUA. Como o medicamento funciona?

Por que uma dieta baseada em vegetais nem sempre é saudável?

Mais na Exame