Ciência

Novo estudo aponta que meteorito atingiu a Antártica há 430 mil anos

Cientistas estimam que um asteroide de pelo menos 100 metros entrou na atmosfera em alta velocidade resultando no impacto

Antártica: meteorito teria gerado impacto médio ao atingir continente (Getty Images/Reprodução)

Antártica: meteorito teria gerado impacto médio ao atingir continente (Getty Images/Reprodução)

TL

Thiago Lavado

Publicado em 1 de abril de 2021 às 11h30.

Última atualização em 1 de abril de 2021 às 12h23.

Um grupo de cientistas internacionais encontrou evidências de que um meteorito atingiu a Antártica há 430.000 anos.

As evidências surgiram com a descoberta de partículas extraterrestes no pico de uma cadeia de montanhas no leste antártico, o que indica uma aterrissagem pouco usual. Os cientistas estimam que um asteroide de pelo menos 100 metros entrou na atmosfera em alta velocidade, resultado em material derretido.

O evento foi descrito como um impacto intermediário, menor do que algo que geraria uma cratera. Os cientistas encontraram altas concentrações de níquel e traços químicos pouco usuais.

A descoberta é importante porque ajuda a catalogar evidências e eventos desse tipo, que geralmente têm pistas escassas.

Entender como esses impactos aconteceram há milhares de anos pode ajudar os cientistas a compreender eventos similares, que tipos de partícula e consequências eles poderiam produzir.

 

Acompanhe tudo sobre:AntárticaEspaço

Mais de Ciência

Colisão de asteroides é flagrada pelo telescópio James Webb

Componente de protetores solarares encontrado em alimentos gera preocupação nos EUA

Nova promessa de tratamento para Alzheimer avança nos EUA. Como o medicamento funciona?

Por que uma dieta baseada em vegetais nem sempre é saudável?

Mais na Exame